Homens são presos por tentativa de feminicídio e agressão em Salvador - Observador Independente

Homens são presos por tentativa de feminicídio e agressão em Salvador

Compartilhar

Dois homens foram presos em flagrante, nesta segunda-feira (8/7), por tentativa de feminicídio e outro por lesão corporal grave. Os crimes aconteceram hoje, nos bairros do Calabar e Sussuarana, e eles foram capturados por equipes da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Brotas (Deam/Brotas).

Adailton dos Santos Cruz, de 45 anos, foi autuado em flagrante por tentativa de feminicídio, após atingir a ex-companheira com golpes de faca, no bairro do Calabar, no início da tarde desta segunda. A vítima está internada no Hospital Geral do Estado (HGE) e o homem está à disposição da Justiça, segundo informações da Polícia Civil.

Já Jocevaldo dos Santos Costa, de 41 anos, foi preso na manhã de hoje após ferir a ex-namorada com ácido, no bairro de Sussuarana. A vítima também está internada no Hospital Geral do Estado (HGE) e Jocevaldo também passa por atendimentos médicos na mesma unidade. Ele segue à disposição da Justiça. 

SAIBA COMO DENUNCIAR E ONDE PROCURAR AJUDA EM CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER:

Ligue 180, serviço telefônico gratuito disponível 24 horas em todo o país;
Clique 180, aplicativo para celular;
Ligue 190, se houver uma emergência;

Delegacias de polícia

Delegacias da Mulher (se não funcionar 24 horas, o boletim de ocorrência pode ser feito em uma delegacia normal e depois transferido);
Centros de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, para os casos em que a mulher não se sente segura em procurar a polícia;
Serviços de Atenção Integral à Mulher em Situação de Violência Sexual, como abrigos de amparo;
Defensoria Pública, que atende quem não possui recursos para contratar um advogado;
Promotorias Especializadas na Defesa da Mulher

A Secretaria de Políticas para as Mulheres oferece os endereços das delegacias e pontos de atendimento em seu site, assim como também tem uma cartilha que ensina como identificar a violência doméstica.

Crédito da foto :: Reprodução Padrão OBI

Post Bottom Ad

Apostilas Opção