Júri popular do assassinato de Moa do Katendê é marcado para setembro, em Salvador - Observador Independente

Júri popular do assassinato de Moa do Katendê é marcado para setembro, em Salvador

Compartilhar

Suspeito do crime, Paulo Sérgio Ferreira de Santana, responde pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

O júri popular do caso do assassinato do Mestre Moa do Katendê foi marcado para o dia 11 de setembro. O julgamento vai acontecer no salão do 1º juízo da 1º Vara do Júri de Salvador, às 8h.

A informação é do advogado de acusação, Alonso Guimarães.

O suspeito do crime, Paulo Sérgio Ferreira de Santana, responde pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima. 

Já por ferir o primo de Mestre Moa, Germino do Amor Divino Pereira, que tentou defender o capoeirista das agressões, Paulo Sérgio é acusado de tentativa de homicídio duplamente qualificado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, após Moa de Katendê anunciar que votaria em Fernando Haddad (PT) para presidente da República, Paulo Sérgio, que se declarava eleitor de Jair Bolsonaro (PSL), pagou a conta no bar onde estava, foi até a sua residência, voltou ao estabelecimento e acertou o mestre de capoeira com 12 golpes de faca.

Foto : Reprodução/Facebook

Post Bottom Ad

Apostilas Opção