LIGADOS AO PT, Tite e Marquinhos se recusam a cumprimentar Bolsonaro durante premiação da Copa América - Observador Independente

LIGADOS AO PT, Tite e Marquinhos se recusam a cumprimentar Bolsonaro durante premiação da Copa América

Compartilhar
Após o título do Brasil na Copa América, neste domingo (7), no Maracanã, após vencer o Peru por 3 a 1, ganhou a internet. Mas, não só a conquista ficou entre os assuntos mais comentados nas redes sociais. Entre eles, também esteve o comportamento do técnico Tite e do zagueiro Marquinhos diante do presidente Jair Bolsonaro, que participou da cerimônia de premiação.

Ao se dirigir para receber a premiação pela conquista da Copa América, o treinador brasileiro cumprimentou as autoridades ali presente, mas não estendeu a mão para Jair Bolsonaro. No caso de Tite, o presidente teve que se esforçar para chamar atenção do técnico.

Já o defensor da Seleção nem se quer fez questão de ter contato com o presidente. Ao receber a medalha, Marquinhos passou direto por Bolsonaro. Em entrevista após o ocorrido, o jogador afirmou que mesmo que o cidadão não concorde com os ideais de um presidente, o mesmo deve ser respeitado. "Competição disputada no Brasil, ele é nosso presidente. Autoridade no Brasil tem que ser respeitada, se gosta ou não. O respeito tem que prevalecer", afirmou.


Post Bottom Ad

Apostilas Opção