SALVADOR ūüć≤ Restaurante Auge da Baiana resgata sabor da comida caseira da Bahia - Observador Independente

SALVADOR ūüć≤ Restaurante Auge da Baiana resgata sabor da comida caseira da Bahia

Compartilhar

Por pouco mais de cinco décadas comandando tachos repletos de iguarias nordestinas desejadas pelos turistas e baianos, Baiana, como ficou conhecida a chef, decidiu abrir o Restaurante Auge da Baiana. A cozinheira, como ela prefere ser chamada, deu continuidade ao seu talento, propondo o que ela sabe fazer de melhor à beira do fogão: a tradicional moqueca baiana.

O restaurante nasceu ap√≥s a substitui√ß√£o do Antigo Mercado do Peixe, velho conhecido entre os baianos como o “24h de comida de sustan√ßa”, onde a empres√°ria possu√≠a um boxe que servia feijoada, caldo de mocot√≥, dobradinha e as desejadas moquecas de camar√£o, peixe e mista, que ficou famoso no Rio Vermelho, bairro bo√™mio de Salvador.

Na √©poca, as pessoas costumavam falar que iam "no boxe da Baiana". O apelido pegou e com a substitui√ß√£o do Antigo Mercado do Peixe pela Vila Caramuru, Baiana acabou virando o nome do empreendimento, sendo nomeado como Auge da Baiana, hoje uma das maiores refer√™ncias gastron√īmicas da capital baiana.
Passei por diversos hotéis e restaurantes famosos de Salvador, como o antigo Hotel Meridien, Hotel da Bahia e restaurante Kimukeka. Desde menina eu sempre gostei de cozinhar, ficava olhando minha mãe, avó e os chefs dos restaurantes que trabalhei como garçonete e auxiliar de cozinha, me tornando a cozinheira oficial de alguns deles. Foi a partir daí que eu comecei a sonhar com o meu próprio negócio, lutei muito pra isso acontecer, comecei vendendo comida no bairro até conseguir abrir o meu primeiro estabelecimento, que tinha que ter um cheiro de cozinha nordestina, porque a minha historia é a historia de uma família nordestina,
conta Baiana.

Sobre o Auge da Baiana

O restaurante Auge da Baiana fica localizado na Vila Caramuru, antigo Mercado do Peixe, no Rio Vermelho. O card√°pio oferece pratos diversificados, tipicamente regionais e com produtos baianos, que inclui o tempero caseiro e amor nas panelas, trazendo frutos do mar, peixada, moquecas e outros.

O ambiente √© √ļnico e agrad√°vel, pr√≥ximo ao mar e com atendimento acolhedor, que lembra casa de v√≥, √© uma boa op√ß√£o para encontrar os amigos para um happy hour e √≥timo destino para se deliciar com os mais diversos pratos caprichados. Baiana recepciona os clientes com simpatia e encanto, t√≠pico do baiano.

Às segundas, é oferecido no cardápio o prato Camarão ao alho e óleo, que é um dos principais atrativos da casa nesse dia da semana.

“Temos o prato do dia e sugest√Ķes da Baiana, que n√£o est√£o no card√°pio e a gente elabora uma receita especial e apresenta aos clientes em um quadro de giz. Aos domingos, escrevo na lousa o ‘Deus dar√°’ e ‘T√° de dar √°gua na boca’, que s√£o pratos surpresas com inspira√ß√Ķes em receitas baianas. J√° fiz uma moqueca de carne e farofa de camar√£o seco, que deixou o cliente de boca aberta”, afirma Baiana.

Segundo Juliana e Rosa, filhas de Baiana, essa ação especial é muito importante para reformulação dos pratos. Por meio dessas experiências e escutando os clientes, a casa vai apresentar um novo cardápio, que deve ficar pronto em breve.

Serviço:

Restaurante Auge da Baiana
Endereço: Vila Caramuru, antigo Mercado do Peixe - Rio Vermelho
Horário de funcionamento: Domingo a quinta: 10h às 00h
Sexta e sábado: 10h às 4h
Reservas: (71) 981207923/ 987570393/ 987537929

Instagram: @restauranteaugedabaiana

Crédito da foto :: Divulgação

Post Bottom Ad

Apostilas Opção