Servidor do Senado que traficava 'maconha gourmet' se entrega à polícia - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

5 de julho de 2019

Servidor do Senado que traficava 'maconha gourmet' se entrega à polícia


Plantas eram incrementadas com substâncias que potencializavam o produto e custavam até R$ 20 mil o quilo.

Um servidor do Senado que vendia "maconha gourmet" se entregou a polícia na noite de ontem (3), em Brasília. Ele traficava os entorpecentes com um auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) que está preso desde o último dia 19. Os traficantes não tiveram os nomes divulgados.

A droga era cultivada na casa de um dos acusados, sendo chamada de "gourmet" por ser cultivada de maneira artesanal e com substâncias que incrementavam e potencializavam o produto, que custava cerca de R$ 20 mil o quilo. Ambos responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, com pena de 5 a 15 anos de reclusão.

Foto : Polícia Civil/Divulgação

Biblioteca