Prefeitura de Jacobina inicia projeto “Hortas Orgânicas nas escolas municipais” - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

29 de agosto de 2019

Prefeitura de Jacobina inicia projeto “Hortas Orgânicas nas escolas municipais”


O projeto é uma iniciativa da Semec em parceria com a Secretaria de Agricultura 

 Igor Fagner - Rota 324

A Prefeitura de Jacobina, por meio da Secretaria Municipal da Educação e Cultura (Semec) e em parceria com a Secretaria da Agricultura, iniciou no dia 5 de junho o projeto “Hortas Orgânicas nas Escolas e Creches Municipais”, com o objetivo de integrar os alunos e a natureza, além de dar-lhes a oportunidade de produzirem sua própria hortaliça, livre de agroquímicos.

O projeto efetiva a Lei Municipal nº 1.525 de 24 de agosto de 2018 que cria o programa “Horta Escolar” e tem como um dos itens o plantio de hortaliças. O programa tem o acompanhamento direto do engenheiro Ambiental Sanitarista, Glériston Macedo e do administrador Rural Roberto Amorim. 

Iniciamos com o projeto piloto no Distrito de Caatinga do Moura, na Creche Vicente Amorim e na Escola Alice Áurea, por atenderem o que determinam os critérios do projeto - ou seja: ter água suficiente para atender a demanda; ter recursos humanos disponíveis para cuidarem da horta; e ter área suficiente para iniciarmos o plantio. Estão à frente para o bom andamento do projeto, pela creche o sr. Georgiton e na escola o sr. Junior,
contou Glériston Macêdo, acrescentando que um dos pontos importantíssimos do projeto é a participação dos alunos e crianças no momento do plantio e da colheita, realizando assim a parte pedagógica e ambiental dentro das instituições. 

Para o secretário da Educação e Cultura, Roberval Henrique, é importante destacar que “o prefeito Luciano Pinheiro, com uma visão futurista, sancionou essa lei, dando possibilidade para a Secretaria da Educação desenvolver esse importante trabalho, pois estamos preparando os alunos para crescerem mais conscientes de sua responsabilidade com o meio ambiente. Para nós, é um prazer imenso vê-las participando diretamente desse processo. E o resultado já é visível, uma vez que os próprios alunos já estão colhendo, com alegria, o alimento saudável que eles mesmo plantaram”.

A proposta é ampliar para mais algumas escolas e creches que atendam os critérios supracitados, fazendo com que grande parte da Rede Pública Municipal de Ensino proporcione aos alunos esse prazeroso trabalho.



Crédito das fotos e texto :: Igor Fagner - Rota 324

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->