Programa IST/HIV Aids registrou 160 novos casos da doença até junho deste ano em Feira de Santana - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

12 de agosto de 2019

Programa IST/HIV Aids registrou 160 novos casos da doença até junho deste ano em Feira de Santana


Conforme a enfermeira, a pessoa exposta ao vírus deve procurar o programa em até 72 horas, a fim de tomar a Profilaxia após Exposição.


O programa IST/ HIV Aids da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) já registrou 160 novos casos de contaminação do vírus este ano. O serviço também foi procurado por mulheres que foram vítimas violentadas sexualmente e foram fazer o tratamento após o ato sexual.

De acordo com coordenadora do programa em Feira de Santana, a enfermeira Joice Marques, os dados se referem ao período entre janeiro a junho. No total, 2.884 pacientes estão cadastrados no programa e realizam o acompanhamento.
Pra os pacientes de HIV a gente tem todo o acolhimento. Ele tem as consultas com infectologista, pegam a medicação, têm consulta com o dentista, psicólogo, assistente social e todo o acompanhamento conosco, 
informou Joice Marques.

Ela salientou que a cada dia o tratamento tem evoluído e o paciente pode conviver com o vírus normalmente.
Hoje o paciente vive normal com o vírus do HIV. Pode trabalhar, continuar sua vida. Atualmente existem medicações que o paciente só toma uma por dia, que é o três em um. Vai depender muito da carga viral, da avaliação médica.
Ainda conforme a enfermeira, a pessoa exposta ao vírus deve procurar o programa em até 72 horas, a fim de tomar a Profilaxia após Exposição.

“Em caso de violência sexual, acidente ocupacional, e uma relação sexual consentida desprotegida, esse paciente vem em até 72 horas tomar uma medicação, que será tomada durante 28 dias e evita a proliferação do vírus. Mulheres vítimas de estupro também devem procurar o programa logo, pois quanto antes melhor para evitar a proliferação do vírus. De janeiro a junho deste ano já atendemos 13 casos de violência sexual, incluindo homens e mulheres.

O serviço IST/ HIV Aids funciona de segunda a sexta, na Rua Geminiano Costa, bairro Kalilândia. O atendimento é gratuito a toda a população.



Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Post Top Ad

SCB