Revisão do Plano Diretor do Recife amplia Zona Especial de Interesse Social e propõe inclusão do Pilar - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

26 de agosto de 2019

Revisão do Plano Diretor do Recife amplia Zona Especial de Interesse Social e propõe inclusão do Pilar




Plano começou a ser revisado em 2018 e está em análise na Câmara Municipal. Projeto prevê que 21 Zeis aumentem de tamanho.

O Plano Diretor do Recife, que começou a ser revisado em 2018 e está em análise na Câmara Municipal, prevê que a comunidade do Pilar, no Bairro do Recife, no Centro, passe a ser uma Zona Especial de Interesse Social (Zeis). 

É a única nova área incluída na revisão, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos moradores com investimentos em saneamento, moradia, emprego e áreas de lazer.

A partir desta segunda-feira (26), o Bom Dia Pernambuco da Rede Globo, inicia uma série sobre o Plano Diretor do Recife, conjunto de regras que regulam vários aspectos da cidade, e como os cidadãos podem cobrar das autoridades soluções para os problemas existentes na capital pernambucana.

Localizada em torno da Igreja de Nossa Senhora do Pilar, construída em 1860, e a menos de 500 metros de distância da prefeitura do Recife, a comunidade do Pilar tem muitas casas feitas de madeira e o esgoto escorre pelas ruas.
É rato, escorpião, timbu, é cobra, é tudo no barraco das pessoas. Dentro da minha casa, já encontrei um monte de escorpião já, na casa dos vizinhos também, 
conta a dona de casa Paula Flávia Souza.

A autônoma Safira Gonzaga dorme com a filha no chão em um barraco da comunidade. “A cama quebrou por causa da chuva, a gente bota almofadinhas encostadas no chão e dorme”, diz.

Ela vende gelo para complementar a renda e sonha com o conjunto habitacional prometido pela administração municipal. “A prefeitura chegou, levou meus documentos, me cadastrou no auxílio-moradia e derrubou o meu”, afirma.

A obra de construção de um habitacional na área está com tapumes, mas a reportagem da TV Globo não encontrou pessoas trabalhando no local. Dois prédios foram entregues. Entramos em contato com a prefeitura e aguardamos resposta.

De acordo com a dona de casa Elaine Feliciano, os brinquedos existentes no local estão sem manutenção há anos e oferecem riscos para a criançada. “Só vive quebrado o balanço, o escorrego não tem escada. De vez em quando, os meninos caem”, conta.

Moradores construíram barracos de madeira no Pilar, no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo


Apesar dos problemas existentes na comunidade, quem vive nela diz não querer sair, tanto por causa da localização quanto devido à oferta de emprego, muitas vezes informal. Emanuel da Costa trabalha em um lava-jato no Pilar.
Eu trabalho a uns 150 metros da rua onde moro. É bom porque não me acordo cedo, não tem aquele vuco-vuco de pegar ônibus, metrô e tal. Mas melhoria para a comunidade a gente está querendo, 
declara.

No bairro de Santo Amaro, a Vila dos Casados é uma das 74 Zeis do Recife. Quem mora no local diz que vale a pena a área ser classificada como Zona Especial de Interesse Social, mas isso não resolve tudo, pois ainda há melhorias a serem feitas.
Fiz 61 anos e, desde o dia que nasci, moro em uma rua que era para ser calçada, mas até agora nada. Só promessas, 
afirma a aposentada Maria José da Silva.

A revisão do Plano Diretor prevê que 21 Zeis aumentem de tamanho. A auxiliar de serviços gerais Vera Lúcia de Andrade, está envolvida nesse processo.

“Ao rever o Plano Diretor, a gente está colocando o que nossa comunidade precisa: creche, moradia, de lugar para as crianças brincarem, habitação, saneamento, tudo o que a gente precisa”, diz.



Fotos :: TV Globo / Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->