Arcos do comércio serão requalificados esta semana, diz prefeitura de Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

12 de setembro de 2019

Arcos do comércio serão requalificados esta semana, diz prefeitura de Salvador



A muralha do frontispício, conjunto de arcos localizado no bairro do Comércio, em Salvador, será requalificada a partir desta quinta-feira (12/9). De acordo com a Prefeitura de Salvador, o serviço foi orçado em R$ 4,5 milhões. O prazo para conclusão de serviço é até junho de 2020.

As ações de recuperação consistirão em obras estruturais, cênicas e paisagísticas no trecho que se estende da Praça Castro Alves à Ladeira da Misericórdia. As intervenções fazem parte de um projeto doado ao Executivo municipal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). 

O projeto contempla a consolidação e estabilização estrutural das muralhas existentes; recuperação urbanística das ladeiras próximas ao local; implantação de nova iluminação, reduzindo a sensação de insegurança da área; além da restauração paisagística do frontispício, voltada para a valorização dos monumentos do entorno; e a inserção de sistema de iluminação cênica para a valorização de toda a estrutura.

Enquanto isso, já estão em andamento as obras de requalificação dos arcos da Ladeira da Montanha. A intenção, segundo o órgão, é recuperar todo o conjunto arquitetônico que é composto por 17 arcos, destacando seus valores artísticos e suprimindo elementos e volumes que atualmente descaracterizam a edificação. 

Próximo dali, o Elevador do Taboão, que estava desativado há 54 anos, voltará a funcionar ligando as cidades Alta e Baixa, isto é, o Pelourinho e o Comércio. Os projetos de recuperação dos arcos da Ladeira da Montanha e do Elevador Taboão também foram cedidos pelo Iphan à Prefeitura.

Ao todo, cerca de R$ 300 milhões estão sendo investidos na revitalização do bairro. 

ARCOS DO COMÉRCIO

O local é um dos símbolos da fundação da primeira capital do Brasil e os primeiros paredões foram construídos em abril de 1549, em taipa de pilão, para defender Salvador e proporcionar a segurança de seus novos habitantes. Os arcos podem ser vistos em diversos pontos do Centro Histórico, tanto na Cidade Alta quanto na Cidade Baixa.



Crédito da Foto: Bruno Concha/Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Post Top Ad

SCB