GRAÚDOS EM CANA @ Ex-prefeito de Amargosa é condenado a quatro anos de prisão e poetiza: "o que não me mata, me fortalece" - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

12 de setembro de 2019

GRAÚDOS EM CANA @ Ex-prefeito de Amargosa é condenado a quatro anos de prisão e poetiza: "o que não me mata, me fortalece"



AratuON


O ex-prefeito de Amargosa, 235 km de Salvador, foi condenado a quatro anos e sete meses de prisão por contratações ilegais durante seu mandato em 2007. Valmir Almeida Sampaio (PT) divulgou nesta quinta-feira (12/9) uma nota sobre o ocorrido.

A ação corria na justiça desde 2013, quando o ex-gestor foi denunciado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). De acordo com o promotor de Justiça Jader Alves, o ex-prefeito foi denunciado por alugar o imóvel da ex-esposa do seu irmão para a policlínica da cidade, sem processo licitatório.

"Foram diversos contratos de locação celebrados sem licitação", destacou Jader Alves. Segundo sites locais, o Ministério Público Federal (MPF) também teria denunciado o ex-prefeito durante o mandato de 2007, pois as despesas para a aquisição de gêneros alimentícios e materiais para construção foram feitas mediante modalidade de licitação menos rigorosa que a exigida pela lei.

Em nota, Valmir afirmou que "a sentença se refere à aquisição de alimentos e material de construção, em várias casas comerciais, para as pessoas desabrigadas da Gerson de Oliveira que em 2007 perderam suas casas por conta das fortes chuvas que caíram em Amargosa e que foram obrigadas a se alojarem no Ginásio de Esporte durante um bom período". 

O ex-prefeito ainda agradeceu as mensagens de apoio que diz ter recebido em suas redes sociais e comparou sua prisão com a do ex-presidente Lula. "As pessoas que de má fé já visualizei utilizando as redes sociais para divulgar a nota junto com comentários mesquinhos são as mesmas que atacam o ex-presidente Lula, mas que andam de mãos dadas com estelionatários, pessoas com queixas de tráfico de drogas e sonegação fiscal [...] eles me deixam na certeza de que o mal nunca vencerá o bem", diz a nota.

Por fim, o petista diz que segue com a consciência tranquila. "Aquilo que não me mata, me fortalece". O réu ficará inelegível pelos próximos cinco anos e também não poderá ser nomeado para nenhuma função política.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

Nota de Esclarecimento

A sentença contra a minha pessoa se refere a aquisição de alimentos e material de construção, em várias casas comerciais, para as pessoas desabrigadas da Gerson de Oliveira que em 2007 perderam suas casas por conta das fortes chuvas que caíram em Amargosa e que foram obrigadas a se alojarem no Ginásio de Esporte durante um bom período. Não me arrependendo de ter ajudado com a minha equipe, de forma rápida e eficiente, a colaborar com aquelas pessoas necessitadas que de forma trágica perderam suas casas naquele momento.
Todos os atos estão legitimados no Decreto de Emergência da época, homologados pelos Governos Estadual e Federal, mas que infelizmente não foram considerados pelos que julgaram o processo na primeira entrância. Óbvio que já estou recorrendo dessa primeira decisão e estou solidário com as outras duas pessoas atingidas pela sentença.
As pessoas que de má fé já visualizei utilizando as redes sociais para divulgar a nota junto com comentários mesquinhos são as mesmas que atacam o ex-presidente Lula, mas que andam de mãos dadas com estelionatários, pessoas com queixas de tráfico de drogas e sonegação fiscal e que tentam, com atitudes como essas, esconder os seus maus feitos na tentativa de colocar todos na vala comum, eles me deixam na certeza de que o mal nunca vencerá o bem.
Quero agradecer as centenas de mensagens de apoio que recebi das pessoas que conhecem a minha história de vida e a minha postura em defesa da boa aplicação dos recursos públicos, por isso sigo com a consciência tranquila na certeza do muito que realizamos para a melhoria da qualidade de vida do povo de Amargosa.
Aquilo que não me mata, me fortalece.
Valmir Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->