Série de documentários mostra embarcações naufragadas na costa pernambucana - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

13 de setembro de 2019

Série de documentários mostra embarcações naufragadas na costa pernambucana


Gravada no Recife e em Fernando de Noronha, Ponta das Pedras e Porto de Galinhas, série 'Olhar Submerso - Naufrágios de Pernambuco' tem três episódios e é exibida pela TV Globo.

A série de documentários "Olhar Submerso - Naufrágios de Pernambuco" mostra mergulhos, embarcações e a vida marinha em quatro praias do estado durante três episódios exibidos pela TV Globo. O primeiro vai ao ar no sábado (14), às 14h. Os outros dois, nos dias 21 e 28 de setembro, no mesmo horário.

Dirigida pelo cineasta Eric Laurence, a série apresenta o mundo submerso e embarcações naufragadas em diferentes épocas na costa pernambucana para estimular a preservação do ecossistema marinho. Cada episódio tem duração de 28 minutos.

Apresentada pelo pernambucano Doug Monteiro, que fotografa naufrágios em vários países há dez anos, a série mostra o reencontro dele com amigos e fotógrafos subaquáticos que foram importantes durante a sua trajetória.

A primeira parada do apresentador é em Fernando de Noronha. Além da ilha, as gravações aconteceram no Recife; em Ponta de Pedras, em Goiana; e em Porto de Galinhas, em Ipojuca, na Região Metropolitana.

Naufrágios na costa pernambucana

Existem mais de 100 navios naufragados nos 187 quilômetros do litoral de Pernambuco. No Recife, há sítios arqueológicos submersos ainda não identificados, além dos 27 já conhecidos e visitados por mergulhadores.

Em fevereiro de 2017, quatro navios afundados na costa da capital passaram a integrar o Parque dos Naufrágios Artificiais de Pernambuco. Com isso, aumentou para 18 o número de embarcações que funcionam como recifes artificiais no parque, que é destinado a programas de mergulho e à preservação ambiental.



Fotos: Reprodução/TV Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Post Top Ad

SCB