SANTO ANTº DE JESUS @ PM nas ruas e movimentação tranquila no comércio e bancos da cidade. ASPRA abandonada - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

9 de outubro de 2019

SANTO ANTº DE JESUS @ PM nas ruas e movimentação tranquila no comércio e bancos da cidade. ASPRA abandonada


'Esse deputado nunca entrou em uma viatura', diz comandante da PM-BA. Comandante negou qualquer possibilidade de greve


O comandante geral da Polícia Militar, Anselmo Brandão, reafirmou na manhã desta quarta-feira, 9, durante entrevista ao programa 'Isso é Bahia', transmitido pela rádio A TARDE FM, que a tropa não está em greve e que o deputado estadual e militar, soldado Prisco (PSC) está mobilizando 300 policiais, em sua maioria aposentados.
Ele é o responsável por essa onda de fake news. Não estamos em greve. Na troca de plantão ontem, 8, não teve uma falta. Esse cidadão, de forma irresponsável, mobilizou 300 policiais, em sua maioria aposentados. Ele causou um prejuízo de mais de um milhão para o comércio na última greve. Se houver alguma violação do nosso regimento jurídico na questão da disciplina nós vamos tomar ações legais. Em Feira de Santana e Ilhéus não temos nenhuma mobilização. Ele se elegeu com essa bandeira do terror, mas a nossa tropa não vai cair mais nessa, 
asseverou Anselmo Brandão.

Em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, a PM continua nas ruas e as atividades estão dentro da normalidade. Na ASPRA, em um dos bairros nobres da cidade, a sede da entidade está deserta como sempre.

Na trade desta quarta-feira, 09, viaturas monitoravam o centro da cidade, na área comercial e bancos, enquanto outras viaturas monitoravam as ruas e bairros adjacentes. No comércio a tranquilidade é absoluta, sem nenhum incidente registrado.

Como fdoi registrado na tarde desta quarta-feira, por volta das 15h não havia qualquer movimentação na sede da ASPRA / SAJ, no recôncavo baiano.


Fotos :: NoedsonNey /OBI/SAJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca