Caso de sífilis na Bahia teve um aumento de 553% nos últimos 11 anos - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

8 de novembro de 2019

Caso de sífilis na Bahia teve um aumento de 553% nos últimos 11 anos




Para prevenir a infecção é importante usar camisinha em todas as relações sexuais.


Mesmo com diversas campanhas ao longo dos anos, houve um aumento nos casos de sífilis que preocupam os órgãos de saúde. Entre 2008 e 2018, houve alta de 400% nos internamentos de pacientes diagnosticados pela doença no Brasil.

O estado do Rio de Janeiro lidera o ranking nacional , com 17,3 mil casos na rede pública, seguido de São Paulo (15,9 mil), Pernambuco (11,5 mil), Rio Grande do Sul (8,6 mil) e Bahia (7,5 mil). Na Bahia o aumento fica acima da média nacional com um crescimento de 553% dos casos de internamento de pacientes com sífilis junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A sífilis é uma IST, ou seja, uma infecção sexualmente transmissível. Isso significa que a infecção é transmitida principalmente através da relação sexual sem camisinha. Também pode ser transmitida da mãe para o bebê durante a gestação. É causada pela bactéria Treponema pallidum. No início, os pacientes apresentam pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas, que não doem nem ardem e desaparecem semanas depois, o que dá a falsa impressão de cura.

O tratamento é simples e eficaz. É feito com a penicilina benzatina, que poderá ser aplicada na unidade básica de saúde. Para prevenir a infecção é importante usar camisinha em todas as relações sexuais. Além disso, também é importante fazer os exames indicados, uma vez que a infecção passa despercebida na maioria das vezes.



Foto: Divulgação/Ilustrativa da Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->