Integrantes de terreiro denuncia incêndio motivado por suposta intolerância religiosa no recôncavo baiano - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

17 de novembro de 2019

Integrantes de terreiro denuncia incêndio motivado por suposta intolerância religiosa no recôncavo baiano




Grupo acredita que incêndio foi criminoso, já que local foi invadido durante o carnaval deste ano, por causa de um conflito latifundiário. Caso é investigado pela polícia.


Integrantes do terreiro Ilê Axé Icimimo, que fica na cidade de Cachoeira, no recôncavo baiano, denunciaram um incêndio que foi motivado por intolerância religiosa.

Segundo o pai de santo Duda de Candola, o incêndio aconteceu na última quinta-feira (14). As chamas começaram por volta das 16h, quando apenas o caseiro estava no local.

“O terreiro Icimimo mais uma vez é alvo de ataque. Na quinta-feira, por volta das 15h, eu estava em Salvador e recebi uma mensagem do caseiro, que tinham tocado fogo aqui no terreiro”, disse o pai de santo.

O fogo começou a ser debelado com a ajuda do um grupo, que é filho do terreiro. Uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou por volta das 17h30 e tiveram dificuldade para acessar a área, por ser um local na zona rural.

“O incêndio destruiu uma grande parte da vegetação, das plantas sagradas, de algumas árvores sagradas, de alguns assentamentos centenários que nós temos aqui no terreiro. Mais uma vez estamos passando por esse momento difícil”, contou Duda Candola.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o incêndio foi debelado as 20h.

Ainda de acordo com Duda Candola, os integrantes do terreiro acreditam que o incêndio foi criminoso, já que o local foi invadido durante o carnaval deste ano, por causa de um conflito latifundiário.

O incêndio é investigado na delegacia de Cachoeira.



Imagem :: Tv Bahia / Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->