Jovem que trabalhava como motorista de aplicativo e sumiu ao sair para fazer corrida é achado morto na Bahia - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

8 de novembro de 2019

Jovem que trabalhava como motorista de aplicativo e sumiu ao sair para fazer corrida é achado morto na Bahia




Corpo da vítima foi encontrado carbonizado em estrada que liga bairro de Vitória da Conquista à cidade de Barra do Choça. Polícia investiga motivação do crime; ninguém foi preso.



O jovem de 24 anos que trabalhava como motorista por aplicativo na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, e desapareceu após sair para fazer uma corrida, foi encontrado morto no início da tarde desta sexta-feira (8).

Hiago Evangelista Freitas era estudante de odontologia. Ele desapareceu na noite de quarta-feira (6), após deixar a namorada em casa para fazer corridas no município. O corpo dele foi encontrado carbonizado, na estrada que liga o bairro de São Sebastião à cidade de Barra do Choça, que fica a cerca de 35 minutos de Vitória da Conquista.

De acordo com informações da delegacia da cidade, o carro de Hiago tinha um adesivo da empresa de aplicativo que ele trabalhava. Esse adesivo retirado do veículo e colado no corpo dele, fixado com uma pedra em cima.

O corpo de Hiago foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista, e reconhecido por familiares da vítima ainda nesta tarde. Não há informações sobre sepultamento do jovem.

O carro de Hiago foi encontrado no bairro Alto Maron, também em Vitória da Conquista. Equipes da delegacia da cidade estão na rua procurando suspeitos do caso e investigam o que motivou o crime. Até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido preso.

A faculdade que Hiago estudava decretou luto oficial de três dias, sem suspensão das atividades. Em uma publicação nas redes sociais, a instituição escreveu que "toda a comunidade acadêmica se solidariza com a família neste momento de dor".



Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->