MG @ Solvente altamente tóxico é encontrado em cerveja bebida por pessoas com "doença misteriosa" - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

10 de janeiro de 2020

MG @ Solvente altamente tóxico é encontrado em cerveja bebida por pessoas com "doença misteriosa"



O produto é, geralmente, usado na refrigeração de cervejas e segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é um solvente orgânico "altamente tóxico".



Em laudo preliminar, emitido nesta quinta-feira,9, pela Polícia Federal, foi constatado a presença de dietilenoglicol em amostras de cerveja da empresa mineira Backer. As bebidas de lotes diferentes, encontradas na casa de consumidores que apresentaram sintomas de uma doença "misteriosa", foram encaminhadas à vigilância sanitária, após abertura de investigação de possível contaminação.

Policiais e peritos foram até o local e recolheram garrafas lacradas da cerveja pilsen marca Belorizontina, conforme informou uma fonte da Polícia Civil ao jornal Estado de Minas. No resultado, foi encontrado a substância dietilenoglicol. O produto é, geralmente, usado na refrigeração de cervejas e, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), é um solvente orgânico "altamente tóxico" que causa insuficiência renal e hepática e, ao ser ingerido, pode levar à morte.

A investigação surgiu após oito pessoas apresentaram uma "doença misteriosa" com sintomas como insuficiência renal e problemas neurológicos, mas ainda sem causa específica. Um delas chegou a ser internada em Juiz de Fora, mas veio a óbito na terça-feira, 7.

Em entrevista ao portal O Tempo, os familiares do homem afirmam que ele e o genro, também internado com a doença, ingeriram, no fim dezembro, a cerveja da marca Belohorizontina, investigada na ação da Polícia Civil e da Vigilância Federal.

Em comunicado nas redes sociais, a empresa informou que as amostras foram recolhidas na casa de clientes e ressaltou que a substancia não faz parte do processo de produção da cerveja deles. Além disso, afirmou que vai recolher os lotes citados pelo laudo e se mostrou " à disposição das autoridades".



Foto ::::  Metro1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->