Preso caminhoneiro suspeito de esfaquear ex-companheira e enteada de 12 anos em Feira de Santana - Observador Independente

Acontecendo

QRCode

15 de janeiro de 2020

Preso caminhoneiro suspeito de esfaquear ex-companheira e enteada de 12 anos em Feira de Santana



Segundo a delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Edileuza Suely, a prisão preventiva já estava decretada e ontem, através do advogado, ele se apresentou e ficou preso.


O caminhoneiro Carlos Santos de Almeida foi preso na tarde de ontem (14) após se apresentar na delegacia para prestar esclarecimentos sobre a acusação de ter esfaqueado a companheira e a enteada, de 12 anos, no dia 11 de dezembro do ano passado no bairro Gabriela em Feira de Santana.

Segundo a delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Edileuza Suely, a prisão preventiva já estava decretada e ontem, através do advogado, ele se apresentou e ficou preso. “Ele foi ouvido e encaminhado para o Complexo de Delegacias do bairro Sobradinho para as medidas de praxe, pra exame de corpo e delito e no dia de hoje já seguiu para o presídio”, informou.

Segundo a delegada, em depoimento, Carlos Santos de Almeida alegou que agrediu mãe e filha após uma discussão por causa de um som alto. “Ele disse que estavam recebendo amigos em casa, estavam tomando cerveja e pela madrugada a companheira ligou o som no volume máximo. Ele disse que era muito potente e quando ele tentou diminuir o volume, ela não gostou. Nessa desavença, ele afirma que foi ameaçado com uma faca pela companheira e posteriormente ela teria ligado para a polícia. Uma viatura chegou a ir ao local, porém ele já não se encontrava. Depois desse fato ele alega que retornou para casa com objetivo de pegar alguns objetos e ir dormir em outro local, mas quando adentrou ao quarto do casal, já quase amanhecendo o dia, a companheira acordou foi de encontro a ele já com uma faca, tentando atingi-lo. Diante dessa cena, ele disse que tomou a faca da companheira e desferiu golpes contra ela”, relatou a delegada.

Com relação a agressão que atingiu a jovem de 12 anos, a delegada afirmou que ele contou que foi sem intenção. “Ele contou que em ato contínuo, a enteada que dormia com a genitora, levantou da cama e o atingiu com uma mesinha de cabeceira. Alegando que os óculos dele caíram e que ele tem miopia, ele disse que tentou tirar a menina da cena, e que não percebeu que ao empurrá-la a atingiu com a faca”.



Foto ::: Acorda Cidade / Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->