Após saída de Moro, militares chamam Bolsonaro de 'zumbi' e reavaliam apoio, diz site - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

24 de abril de 2020

Após saída de Moro, militares chamam Bolsonaro de 'zumbi' e reavaliam apoio, diz site



Na avaliação dos fardados, o presidente isolou-se de vez com os fatos desta sexta.



Militares ficaram absolutamente estarrecidos com as declarações do agora ex-ministro Sergio Moro, ao deixar o governo Bolsonaro. 

De acordo com a Folha, a ala militar que compõe a gestão do presidente está em crise e avalia se vai manter o apoio a ele após ouvir do juiz que comandou a Lava Jato que ele queria interferir na Polícia Federal. 

Segundo a Folha, a publicação no Diário Oficial da exoneração do diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo, sem consulta aos fardados foi vista como uma afronta. 

Na avaliação os militares, o presidente isolou-se de vez com os fatos desta sexta.

Oficiais-generais ouvidos pelo Estado avaliaram que o governo de Jair Bolsonaro terá dificuldades de se levantar após a despedida de Sérgio Moro do cargo de ministro da Justiça. Eles se disseram “perplexos” e “chocados” com as declarações do ex-juiz da Lava Jato acusando o presidente de interferência na Polícia Federal e fraude.

Um dos militares disse que Bolsonaro virou, no mínimo, um “zumbi” no Palácio do Planalto e Moro saiu ainda maior na sua condição de “ícone” da nova política. “Tudo tem limite”, afirmou um dos generais à reportagem. Outro disse que o presidente cometeu “suicídio” e não recupera mais seu capital político.



Foto : Metrópolis / Reprodução / Ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->