Dois adolescentes que aparecem em vídeo exibindo armas de fogo são capturados em Fortaleza - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

29 de abril de 2020

Dois adolescentes que aparecem em vídeo exibindo armas de fogo são capturados em Fortaleza





Após um trabalho minucioso dos serviços de inteligência policial do Ceará, dois adolescentes de 17 anos que aparecem em vídeos exibindo armas de fogo foram capturados, na última sexta-feira (24), no bairro Praia do Futuro, na Área Integrada de Segurança 10 (AIS 10). Os suspeitos portavam um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 380 municiados quando foram apreendidos. O armamento é o mesmo que aparece no vídeo. As Polícias Civil e Militar seguem em diligências no intuito de capturar os demais suspeitos.

As investigações que apuravam a procedência de um vídeo no qual diversas pessoas aparecem exibindo armas de fogo resultaram na identificação dos envolvidos. Com base em informações de inteligência, policiais militares do 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM) capturaram dois adolescentes, enquanto faziam patrulhamento na Praia do Futuro. A dupla estava em uma motocicleta no cruzamento das avenidas Santos Dumont com Dioguinho. Os PMs deram voz de parada, mas os menores não atenderam e fugiram.

Os policiais seguiram a dupla, que tombou na pista após uma queda do veículo. Os menores foram apreendidos e levados para um hospital na Capital, com ferimentos leves. Com eles, os PMs encontraram um revólver calibre 38 e uma pistola calibre 380, ambos municiados. Os adolescentes, inclusive, estão com as mesmas roupas que aparecem em vídeo e em fotos. Ao verificarem os dados dos adolescentes, os PMs constataram diversas passagens dos dois pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), unidade da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) especializada na lavratura de atos infracionais em desfavor de adolescentes em conflito com a lei.

Um dos adolescentes acumulava seis passagens pela DCA, por ato infracionais análogos aos crimes de roubo (quatro vezes), receptação e ameaça. O outro comparsa tem quase o triplo de passagens do que o companheiro: 17. São atos infracionais lavrados por roubo (quatro vezes), dano (quatro vezes), lesão corporal (quatro vezes), ameaça (duas vezes), crime contra a administração pública (duas vezes) e um por porte de arma de fogo de uso restrito. Na DCA, mais um ato foi lavrado em desfavor dos dois, desta vez, por porte ilegal de arma de fogo. A Polícia Civil segue investigando a participação dos suspeitos e de comparsas em ações criminosas na região.



Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->