Prefeito de Salvador, ACM Neto diz que abrir comércio é "genocídio" e critica postura de Bolsonaro no combate ao coronavírus - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

4 de maio de 2020

Prefeito de Salvador, ACM Neto diz que abrir comércio é "genocídio" e critica postura de Bolsonaro no combate ao coronavírus



O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), criticou o comportamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia do novo coronavírus, que matou mais de 7 mil pessoas no Brasil.

Aos jornalistas da TV Aratu, Casemiro Neto e Pablo Reis, o democrata afirmou que reprova a postura do chefe do Executivo Federal, que participou de atos pró-governo no último domingo (3/5) e quer a reabertura do comércio em todo país, contrariando a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para Neto, Bolsonaro precisa dar o exemplo. “Nós, homens públicos, precisamos dar exemplo, não basta a palavra. E os exemplos que o presidente dá, quando ele apoia, nesse momento, aglomerações, e quando ele não demonstra preocupação com os cuidados que todos temos que ter, não são bons. Eu lamento que isso aconteça, porque gera dúvida na cabeça das pessoas", disse. 

O democrata afirmou, também, que não é a favor da reabertura do comércio. "Não temos duas opções. Se há a opção de abrir tudo, voltar a economia, se acontecer isso, é genocídio. Não serei irreponsável, mesmo tendo que conviver com as críticas", finalizou.

Ainda nesta segunda, Neto anunciou a renovação do decreto que determina o fechamento das escolas, academias, cinemas, praias e shoppings em toda a capital baiana. A medida vale até o dia 18 de maio. 



Crédito da foto :::: Divulgação/PMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->