Bahia perde mais de 30 mil postos de trabalho e governador discute abertura do comércio - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

2 de junho de 2020

Bahia perde mais de 30 mil postos de trabalho e governador discute abertura do comércio



A Bahia fechou 32.482 postos de trabalho com carteira assinada em abril de 2020, segundo as informações do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. O dado foi divulgado nesta terça-feira (2/6) pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), do Governo do Estado, que está criando uma comissão para avaliar a abertura do comércio.

Segundo o relatório da pasta, foram 23.170 admissões e 55.652 desligamentos. Considerando o ano inteiro, o Caged aponta um saldo negativo de 37 mil postos, pois foram admitidos mais de 172 mil trabalhadores no estado e registro de mais de 210 mil demissões. Na região Nordeste, o quadro é inferior apenas ao de Pernambuco, que teve o fechamento de 53 mil vagas.

A retomada das atividades empresariais foi discutida em videoconferência pelo governador Rui Costa e o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), Ricardo Alban. O governador informou que será criação de uma comissão para discutir o retorno, com adoção de protocolos de segurança. 

A previsão, ainda de acordo com a SEI, é de que a primeira reunião ocorra ainda essa semana e comece planejar a retomada e aceleração da geração de emprego e da renda na Bahia após a pandemia. A comissãoserá formada por secretários da administração estadual e integrantes das Federações do Comércio, Indústria e Agricultura. 

CONSUMO

Além disso, em maio, o Índice de Consumo das Famílias (ICF) da cidade de Salvador registrou queda de 18,3% , o menor patamar em um ano e meio. Na comparação anual, a retração foi de 12,2%.

O número é apurado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA). Para a SEI, a queda ficou por conta do item Movimento para Duráveis que recuou de 37,5%, atingindo 47,8 pontos, o menor patamar da série histórica.



Crédito da Foto: ilustrativa/Pexels

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->