PANDEMIA DA BALA 🔫 Ceará ultrapassa a marca de dois mil homicídios em apenas cinco meses de 2020🔫 - Observador Independente

Acontecendo

QRCode

8 de junho de 2020

PANDEMIA DA BALA 🔫 Ceará ultrapassa a marca de dois mil homicídios em apenas cinco meses de 2020🔫



Jovens e adolescentes são os alvos principais das execuções sumárias ordenadas pelas facções.



Após um fim de semana sangrento, com, ao menos, 41 casos de assassinatos, o estado do Ceará ultrapassou, nesta segunda-feira (8), a marca de dois mil homicídios neste ano. A guerra de facções criminosas, a disputa de traficantes pelo domínio de área, além dos constantes casos de feminicídios, mortes por intervenção policial e latrocínios (roubos seguidos de morte) elevaram os índices dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) no território cearense.

A Capital cearense e sua Região Metropolitana foram responsáveis pela maioria dos crimes de morte nestes primeiros cinco meses do ano. Entre os dias 1º de janeiro e 7 de junho, foram registrados 1.294 assassinatos. Já no interior do estado, foram mais 729 casos.

Cidades até então pouco citadas nas manchetes policiais na imprensa local passaram a ser palco de crimes de morte após a chegada em suas terras de bandidos oriundos da Capital e da Região Metropolitana. Esses municípios passaram a enfrentar o mesmo problema da Frande Fortaleza em termos de Segurança Pública: a presença de facções criminosas e os delitos cometidos por seus integrantes, como assaltos e, principalmente, assassinatos.

Mulheres e cidades

Um exemplo disso acontece, no momento, com a cidade de Ibicutinga, no Sertão Central, de neste ano, 11 pessoas já foram assassinadas em crimes de execução sumária, após bandidos de uma facção terem saído da Região Metropolitana de Fortaleza, por estarem ameaçados de morte, e irem se esconder naquele Município.

Em cidades da Região Metropolitana de Fortaleza, como Caucaia, Maranguape e Maracanaú, os números de assassinatos também sofrem constante elevação em decorrência das execuções sumárias. Em Maranguape, foi registrado em maio a primeira chacina do ano, com quatro homens mortos a tiros dentro de uma residência.

Outro destaque nesta estatística criminal é a elevação das taxas dos assassinatos de mulheres no estado do Ceará, por conta da participação e envolvimento, cada vez mais intensos, de jovem com grupos criminosos. Entre janeiro e junho, já foram registrados 164 assassinatos de mulheres no estado.



Foto ::: Blog Fernando Ribeiro / Jornalista Fernando Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->