COVID-19 🐭 Quebradeira geral, desemprego em massa. O que você pode fazer e a quem debitar a conta? A resposta está nas eleições 2020 🐭 - Observador Independente

Acontecendo

QRCode

8 de junho de 2020

COVID-19 🐭 Quebradeira geral, desemprego em massa. O que você pode fazer e a quem debitar a conta? A resposta está nas eleições 2020 🐭


Dispensável qualquer relato ou fatos que comprovem a quebradeira geral com o fechamento do comércio, indústria e serviços. Está ai na cara de todo mundo. Falar sobre os quase 40 milhões de desempregados no país, é inútil. É a estratégia da terra arrasada e do quanto pior melhor. 


🐭🐭🐭


Mas posso fazer alguma coisa, você deve estar se perguntando. Tecnicamente nada, uma vez que o STF-Supremo Tribunal Federal e seus onze bandidos, deram permissão absoluta aos governadores e prefeitos para administrar a “pandemia” como bem entenderem. 

Neste caso, na ponta da corda, a responsabilidade final por tudo é do prefeito. E é ai que começa a dor de cabeça. Muitos tem agido com lisura, bem intencionados, mas, efetivamente pelo que se vê na mídia em geral, é que 99,99% dos prefeitos estão se aproveitando da “pandemia” para desviar tudo que podem. 

É mais ou menos como se vê nos filmes de fim de mundo, quando sem alternativas possíveis e decentes a população promove todo tipo de saque, destruição e tudo que lhes vem à cabeça. 

Não está sendo diferente nos municípios brasileiros, quando prefeitos estão inflacionando boletins sobre COVID-19, para justificar os gastos com a suposta “pandemia”. Municípios que não tem UTI, mas tem compras milionárias de equipamentos para suporte destas unidades, outros – especialmente no NO/NE – que adquiriram respiradores de empresas de fachada e por ai vai. 

Mas no resumo, o que pode ser feito mesmo? NADA, ABSOLUTAMENTE NADA! Salvo um caso ou outro que o mandatário escancara o saque e é investigado, assim mesmo sem qualquer punição, nada está sendo ou será feito. 

A única arma disponível para a população, especialmente o eleitor responsável, será o voto nas eleições que se aproximam, não reelegendo os atuais prefeitos e vereadores que não tenham demonstrado verdadeiros compromissos, na prática, com a população e a atual situação.

Prefeitos que só fazem publicar decretos restringindo direitos da população, impedir pessoas de trabalhar, pais de famílias em ganhar o sustento, usar a máscara da confidencialidade para inflar boletins, desviar, fingir compras milionárias em licitações fraudulentas, estes você já sabe qual é a resposta. Vereadores que só sabem fugir da população e alegar falta de condições para lhe ajudar neste momento crítico, não deve ser considerado.

De tudo isso, ressalve-se, existem uma minoria de prefeitos e vereadores que realmente estão comprometidos em apoiar a sociedade nesta hora mais escura. Cabe a você separar o joio do trigo, principalmente do podre. 

Não adianta sair por ai fazendo protesto, denunciando – tem cidades em que o prefeito e o(s) promotor(es), a quem você poderia denunciar irregularidades praticamente dormem juntos, almoçam juntos, e dividem o bolo dos desvios – simplesmente é ignorado. 

Repito, a responsabilidade absoluta pela quebradeira generalizado do comércio, indústria e por consequência do desemprego em massa, sequer é do COVID-19 e da “pandemia” fabricada com o único propósito de enriquecer alguns grupos, especialmente o grupo político atualmente empoleirado nas árvores públicas. São abutres que estão se alimentando dos mortos pelo vírus COVID-19 e inchando os seus cadáveres. 

No Ceará, por exemplo, gente que morre de tiro ou de acidente de carro é relacionada como morto por COVID-19 e tudo dentro da “confidencialidade” médica. 

Repetir não custa: Sua única arma será o voto no dia da eleição para remover do poder os responsáveis pela desgraça do desemprego, da fome e da falta de esperança que se abateu sobre a sociedade moderna, não pelo COVID-19, mas pelas ações ditatoriais autorizadas por um tribunal sem a menor legitimidade popular para tanto e que, a única coisa que sabe fazer diligentemente é soltar bandido e praticar corrupção. 

Não é à toa que já se cogita adiar as eleições ou estender mandatos dos atuais políticos para dar-lhes tempo, no caso de mudança de data das eleições, para que a sociedade esqueça-se da responsabilidade dos atuais prefeitos e os reelejam, segundo em caso de prorrogação de mandatos, para que estes dilapidem mais e consigam atingir a meta do maior desvio de dinheiro público possível para que a divisão do bolo seja maior. 

É a estratégia da terra arrasada e do quanto pior melhor.



Imagem :::: Ivan de Colombo / Reprodução Ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->