RJ 🏴 Menino de quatro anos é baleado e morre durante festa de aniversário; pai conseguiu prender o autor do disparo🏴 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

9 de junho de 2020

RJ 🏴 Menino de quatro anos é baleado e morre durante festa de aniversário; pai conseguiu prender o autor do disparo🏴




Uma criança que comemorava quatro anos de vida foi morta a tiros no último domingo (7/6), na cidade de Magé, no Rio de Janeiro. Enzo dos Santos estava na sua própria festa de aniversário quando foi atingido por um tiro nas nádegas na frente dos irmãos, sendo que um deles tinha apenas seis anos de idade. Segundo o UOL, o homem acusado de cometer o disparo foi identificado como Pedro Vinícius de Souza, de 21 anos. O pai da criança, Douglas dos Santos, 37, conseguiu segurar o suspeito no momento em que ele entrava no carro e tentava fugir. 

Douglas contou que os convidados da festa mandavam que ele pegasse a arma do homem e matasse o suspeito, mas ele apenas retirou a chave da ignição e impediu que Pedro Vinicíus saísse do veículo até a chegada da polícia. "Ele chegou a ligar o carro para sair e eu impedi. Ele jogou a arma no carro, eu desliguei o carro e peguei a arma. Ele veio para cima de mim. Os amigos dele falaram para eu matá-lo, mas não ia fazer isso. Só queria entender o motivo para ele ter atirado em uma criança", desabafou.

Pedro teria entrado na festa junto com um amigo da mãe da garoto. Os dois estavam em outro evento, na mesma rua do aniversário, e foram em grupo cumprimentar a família. "Um conhecido nosso veio dar um abraço no meu filho. Nisso, outros quatro homens vieram com ele, sem serem convidados. Ficaram aqui em casa. Foram bem recebidos, fritei salgadinhos para eles, beberam refrigerante, até que as crianças correram para abraçar a irmã mais velha que estava chegando de novo em casa. Foi quando tudo aconteceu. Um desses caras deu um tiro à queima-roupa no Enzo. Meu filho de seis anos viu tudo", disse Douglas ao UOL.

O pai contou, ainda, que Enzo estava muito ansioso pelo evento. "Ele já estava há um mês perguntando: minha festa é amanhã? Minha festa é amanhã?". A criança chegou a ser socorrida a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil disse que Pedro foi preso em flagrante pelo crime de homicídio culposo e por porte ilegal de arma de fogo com numeração raspada. Ele não tinha passagem pela polícia e havia acabado de deixar o Exército, com baixa em fevereiro deste ano. 

Ainda segundo a reportagem, Pedro Vínícius alegou informalmente que a criança tentou desarmá-lo e que, neste momento, a arma caiu no chão e disparou acidentalmente. O suspeito ainda não prestou depoimento oficialmente à Polícia Civil, mas segue preso e falará apenas na audiência de custódia.



Crédito da foto :::: Arquivo pessoal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->