Com anuncio de fechamento na segunda (13) comércio de Petrolina registra grande movimentação neste sábado - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

11 de julho de 2020

Com anuncio de fechamento na segunda (13) comércio de Petrolina registra grande movimentação neste sábado




O anúncio, por parte do prefeito Miguel Coelho, de fechamento do comércio em Petrolina a partir de segunda-feira (13) deve levar muitas pessoas a buscar a antecipação de compras, inclusive de Juazeiro, onde apenas os serviços essenciais estão funcionando desde a semana passada.

Hoje pela manhã, por volta das 9h, segundo equipe do redeGN que visitou as ruas centrais de Petrolina pode observar que já havia uma grande movimentação de pessoas circulando pelas lojas.

No novo decreto o prefeito Miguel Coelho anunciou medidas mais rígidas de isolamento em função do aumento dos casos e riscos de comprometimento do sistema de saúde, após indicativo de aumento da taxa de ocupação dos leitos e número de casos de infectados pelo Covid-19 em Petrolina.

Juazeiro já havia antecipado o fechamento do comércio e havia indicativos que de havia uma frequência grande de pessoas cruzando a ponte para realizar suas compras no outro lado do rio, aumentando possibilidades de aglomerações e riscos de propagação da doença no dipolo, já que as cidades são referências para a região e recebem ainda grande afluência de pessoas de outros municípios.

Em Juazeiro o último decreto prevê fechamento até o domingo, dia 19, com possível reabertura na segunda-feira (20), desde que os números que norteiam as decisões sejam favoráveis. Em Petrolina o Prefeito Miguel Coelho anunciou que um isolamento social mais rígido começa na segunda (13) e deve durar 15 dias.

Atualmente Petrolina contabiliza 1.382 casos confirmados e 33 óbitos por covid-19. 

A partir da próxima segunda-feira (13), deixam de ter autorização para funcionar comércio, shoppings, feiras livres, parques e serviços públicos, como o atendimento na Prefeitura de Petrolina. A orla e as pistas para caminhadas em avenidas de grande fluxo, a exemplo da Monsenhor Ângelo Sampaio, Integração, Estrada da Banana, Ulysses Guimarães, entre outras, serão bloqueadas para evitar aglomerações. Serviços como barbearias, salões de estética, concessionárias de veículos, escritórios jurídicos, de contabilidade entre outros segmentos também voltam a fechar. O decreto, por fim, determina a proibição de reuniões religiosas como cultos e missas.

Uma nova reunião geral em Petrolina tem data agendada para o dia 26, quando os dados serão reavaliados e novas decisões deverão ser anunciadas.



Fotos e informações Rede GN 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->