DEPOIS DE DECRETO DO GOVERNO BAIANO 👎 1.300 pessoas perderam empregos com carteira assinada no mês de maio em Feira de Santana - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

3 de julho de 2020

DEPOIS DE DECRETO DO GOVERNO BAIANO 👎 1.300 pessoas perderam empregos com carteira assinada no mês de maio em Feira de Santana




Nos primeiros cinco meses deste ano a cidade perdeu 4.099 postos de trabalho.


Após perder 2.230 postos de trabalhos com carteira assinada em abril deste ano, Feira de Santana perdeu mais 1.300 em maio. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O saldo negativo refere-se a diferença entre o número de admissões (1.133 contratações) e desligamentos (2.433). Vale ressaltar que o resultado é melhor do que o registrado em abril. Outras 463 pessoas que tinham carteira assinada foram dispensadas em março, menor número nos últimos três meses. Nos primeiros cinco meses deste ano a cidade perdeu 4.099 postos de trabalho. 

Os setores que mais desempregaram em maio de 2020 em Feira de Santana foram serviços (-564 postos de trabalho) e comércio (-318), principais atividades econômicas do município. Os outros setores que desempregaram foram construção civil (-247), Indústria (-170) e agropecuária (-1).

Estado

A Bahia fechou 17.033 postos de trabalho com carteira assinada em maio. O resultado decorre da diferença entre 24.664 admissões e 41.697 desligamentos.

Diferentemente do que predomina na série histórica do mês de maio (2010-2020), o resultado foi negativo e ficou muito abaixo do verificado no referido mês do ano imediatamente anterior, quando 2.540 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo. Todavia, o resultado é melhor do que o registrado no mês anterior, quando 32.482 postos celetistas foram fechados.

Nos primeiros cinco meses, Salvador registrou perda acumulada de 18.676 posições celetistas. O município foi acompanhado principalmente por Porto Seguro (-6.238 postos) e Feira de Santana (-4.099 postos).

Depois de Salvador (-4.129 postos) e Camaçari (-1.337 postos) Feira de Santana foi a cidade da Bahia que mais desempregou no estado.


Foto ::: Reprodução / Ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->