Enchentes nas ruas, casas alagadas e deslizamento: chuva causa transtornos em vários bairros de Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

9 de julho de 2020

Enchentes nas ruas, casas alagadas e deslizamento: chuva causa transtornos em vários bairros de Salvador



Plataforma, Federação, Calçada, Uruguai, Pau da Lima e Garcia foram alguns dos bairros atingidos. Previsão é de mais chuva para esta tarde.


As chuvas entre a madrugada e a manhã desta quinta-feira (9) causou diversos transtornos nos bairros de Salvador, entre eles Plataforma, Federação, Calçada, Uruguai, Pau da Lima e Garcia. Ruas tiveram grandes enchentes e casas ficaram alagadas. A previsão para esta tarde é de mais chuva.

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou cerca de 215 ocorrências até o início desta tarde, as principais são: deslizamento de terras, ameaça de desabamento de imóvel, imóveis alagados e ameaça de deslizamento.

No bairro de Pau da Lima, várias ruas ficaram totalmente alagadas, entre elas a Rua Cremilda, onde uma escadaria virou cachoeira. No bairro da Federação, a água da chuva invadiu várias casas, uma delas que fica ao lado de um terreno particular, que virou área de acúmulo de lixo e de entulho.

As condições do terreno ameaçaram a estrutura da casa onde a dona de casa Simone Moreira mora com a família. O imóvel foi condenado pela Codesal. Simone conta que já tentou contato várias vezes com a família proprietária do terreno, mas nunca tem resposta.

"Minha casa já foi condenada pela Codesal, e nós estamos vivendo nesse transtorno, um transtorno muito grande. Isso aqui se tornou um lixão. É um terreno de herdeiros, segundo informações, e a gente não consegue contato com os familiares. Estamos em um sofrimento total. Já perdi tudo dentro da minha casa, minha casa está toda quebrada e eu preciso de uma resposta. Nós convivemos aqui com zika, chikungunya, dengue. Muitas crianças em um ambiente desse, um ambiente de lixão", desabafou ela.

"Tentamos contato com uma das pessoas que, segundo ele, toma conta do terreno e não é dono, mas que não tem providência alguma. Até outro dia conversamos com ele, eu falei do possível desabamento da minha casa e a reposta que ele me deu foi: 'O viaduto está aí para todos'. Isso é inaceitável, cadê o amor ao próximo?", questionou Simone.

No Vale Canela, a situação também é preocupante. Parte da lona que ajudava a conter a terra em uma encosta rasgou. Sempre que chove, o local se torna preocupação para os moradores do bairro do Garcia, que são vizinhos à encosta.

Na região da Cidade Baixa, as enchentes causadas pela chuva e rede de esgoto entupida são frequentes. No bairro da Calçada, a área alagou desde cedo e com bueiros cheios, há demora para a água ter vazão. A Rua Nilo Peçanha é uma das mais afetadas.

"É horrível, mas a gente tem que trabalhar. Tem que passar por essa lama, esse esgoto. Fora que a gente pode contrair doenças, porque é muito poluído", disse uma mulher que trabalha na região.

No bairro do Uruguai, a Rua Régis Pacheco, que dá acesso a alguns bairros como Mares, Calçada, Largo do Tanque e Caminho de Areia, ficou completamente alagada. Motoristas tiveram dificuldades para passar no local, por causa do volume da água.

No Cabula, o volume da água também invadiu casas. Em Itapuã, os pontos de alagamento também foram registrados em vários lugares. A Rua da Ilha, por exemplo, ficou totalmente tomada pela água e dificultou a passagem de moradores.

"Alguns condutores respeitam quando veem os pedestres passando, mas tem outros não, parece que fazem questão de molhar os pedestres que passam aqui", disse um morador.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de que a chuva continue em Salvador até o sábado (11).


Foto: Reprodução/G1/G1-Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Vagas emprego para todo o Brasil

-->