Operação prende 11 pessoas em SE suspeitas de integrar grupo que comanda assassinatos e narcotráfico no país - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

28 de julho de 2020

Operação prende 11 pessoas em SE suspeitas de integrar grupo que comanda assassinatos e narcotráfico no país



No total, foram expedidos 212 mandados em 71 municípios, localizados em quatro regiões brasileiras.



Na manhã desta terça-feira (28), a polícia prendeu 11 pessoas suspeitas de integrar um grupo criminoso. A ação faz parte da Operação Flashback, que ocorreu em Aracaju e outros cinco municípios sergipanos. Houve confronto com um dos alvos, que acabou baleado e foi levado para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde recebe atendimento médico.

Também foram apreendidos 15 celulares, duas facas, uma arma de fogo, agendas e uma pequena quantidade de maconha e cocaína.

A ação foi deflagrada pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público de Alagoas (MP-AL) e tem como objetivo desarticular a nova composição do Primeiro Comando da Capital (PCC). A operação também acontece em Pernambuco, Ceará, Bahia, Paraíba, Piauí, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais.

De acordo com o MP, a facção criminosa tem base no Mato Grosso do Sul. O grupo comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico no país, desde 1993. Com hierarquia própria, os integrantes da facção que estão fora dos presídios obedecem a ordens dos líderes, que estão no sistema prisional e financiam o crime organizado.

Em Sergipe, foram expedidos 14 mandados de prisão e busca e apreensão, pela Justiça de Carira. A operação envolveu cerca de 60 agentes das polícias Militar, Civil e Penal. Em todo o país, foram expedidos 212 mandados, entre eles busca, apreensão e prisão, distribuídos em 71 municípios, localizados em quatro regiões brasileiras. A região Nordeste é a que concentra o maior número de ações da operação, contabilizando sete estados e 179 mandados judiciais expedidos.


Foto: COE/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

Vagas emprego para todo o Brasil

-->