PF indicia 30 pessoas suspeitas de desviar verbas públicas no município de Canindé do São Francisco/SE - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

31 de julho de 2020

PF indicia 30 pessoas suspeitas de desviar verbas públicas no município de Canindé do São Francisco/SE



As fraudes foram alvos da Operação Acesso Negado, deflagrada entre 2015 e 2019.


A Polícia Federal em Sergipe informou nesta sexta-feira (31) que indiciou 30 pessoas, incluindo servidores públicos, suspeitas de envolvimento em ações criminosas de desvios de verbas públicas no município de Canindé do São Francisco. As fraudes foram alvos da Operação Acesso Negado, deflagrada entre 2015 e 2019.

De acordo com as investigações, foram constatadas irregularidades na parceria firmada entre a municipalidade e uma organização da sociedade civil de interesse público (Oscip), seguida de contratação direta de pessoas físicas e jurídicas pertencentes ao grupo em processos de inexigibilidade de licitação fraudulentos, com desvio de valores, que à época, ultrapassavam R$ 1 milhão.

A prefeitura do município informou que o caso é referente à gestão do ex-prefeito Heleno Silva (PRB).

Aos indiciados foram imputados os crimes de desvio de verbas públicas, fraude em licitação, lavagem de dinheiro, participação em organização criminosa e obstrução de justiça. Segundo a PF, o relatório foi apresentado à Justiça Federal e está à disposição do Ministério Público Federal.

O que diz a defesa do ex-gestor

A defesa de Heleno Silva disse que ele não foi indiciado. À época em que foi ouvido foi somente na condição de declarante. E ele não teve contato com ninguém da Oscip até a contratação. Após o contato foi somente via o gestor do contrato que era cada secretário da pasta.


Foto :::: Click Sergipe / Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->