Header Ads Widget

Via1

ADEMI-BA promove palestra com ex-ministro Maílson da Nóbrega



Evento online é parte da programação de aniversário dos 45 anos da entidade 



O cenário econômico nacional no momento exige estudos, análises e orientações de especialistas. Nesta linha, a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) promoverá uma palestra online com o economista e ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega. 

O evento contará com uma análise da atual conjuntura político-econômica do Brasil feita pelo economista e integra a programação de aniversário de 45 anos da entidade. O momento terá ainda a mediação do empresário e conselheiro da Ademi-BA, Mário Gordilho. A comemoração acontecerá pela plataforma Zoom, na quinta-feira (13), a partir das 17h. 

“Maílson conhece as forças e deficiências do setor produtivo brasileiro, tendo sido responsável por guiar as políticas econômicas do país em um período também marcado por crises financeiras e feito um esforço fundamental para recolocar o Brasil nos trilhos”, destacou o presidente da Ademi-BA, Cláudio Cunha. 

Palestrante 

Maílson da Nóbrega é economista, tendo feito carreira no Ministério da Fazenda desde a década de 1970 em vários postos proeminentes. Ele assumiu o comando da pasta em 1988, durante o governo de José Sarney, permanecendo no cargo até o fim do governo. Durante os dois anos de ministério, Nóbrega foi responsável por medidas que buscaram evitar uma hiperinflação no país, entre elas o Plano Verão. 

Após saída do ministério, passou a trabalhar com consultorias econômicas brasileiras, tendo como clientes grandes players do mercado financeiro. Além das atividades de consultor e de palestrante, Maílson foi convidado para integrar conselhos consultivos e de administração de empresas no Brasil e no exterior. 

Nessa condição, contribuiu, e ainda contribui, com sua experiência e conhecimentos econômicos, políticos e de história para empresas como Latin American Investment Trust (Londres), Collabrium Capital (Londres), Pão de Açúcar, Pirelli, Brasmotor, CSU, Solvay, TIM, Rodobens, Grendene, Cosan, Heringer, Banco Pine, Comerc, Queiroz Galvão, Unipar, entre outras. 

Em 2013, foi eleito Economista do Ano pela Ordem dos Economistas do Brasil e, em 2017, tornou-se membro da Academia Internacional de Direito e Economia.


Foto ::: Reprodução Redes Sociais

Postar um comentário

0 Comentários