Centro de Recuperação do Turismo é inaugurado e prefeitura de Salvador lança “Selo Verificado” - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

4 de agosto de 2020

Centro de Recuperação do Turismo é inaugurado e prefeitura de Salvador lança “Selo Verificado”



Com a proposta de ajudar o setor turístico na recuperação dos efeitos econômicos da pandemia da Covid-19, foi inaugurado na manhã desta terça-feira, 4, o Centro de Recuperação do Turismo (CRT). A ideia é que o equipamento funcione como um integrador de serviços e consultorias para empresas de turismo dentro do Hub Salvador, no Comércio. Durante a coletiva a Prefeitura também anunciou a criação de um selo que verificaria que estabelecimentos estão cumprindo rigorosamente as determinações de segurança.

“É fundamental nesse momento dar segurança pra pessoas, não adianta abrir e não dar segurança”, salientou o prefeito ACM Neto (DEM). Segundo ele, o “Selo Verificado” seria com um chamariz, um convite para o cliente ir no estabelecimento sabendo que ele cumpre todas as regras de segurança. O selo possui também verificação do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, na sigla em inglês). A ideia é que ele esteja em pelo menos 600 estabelecimentos, entre comércios, bares e restaurantes.Selo possui também verificação do Conselho Mundial de Viagens e Turismo.

Serão atendidos no CRT não apenas profissionais do setor hoteleiro, mas também de bares e restaurantes que precisem de auxilio e orientação. Além dos serviços, os profissionais ainda contarão com um espaço de co-working, onde poderão agendar turnos com duração de até cinco horas para execução do trabalho.

“O CRT é um projeto inovador que, além de ajudar as empresas do Turismo a retomarem suas atividades, ofertará serviços e consultorias para que elas se capacitem, melhorem sua presença digital e utilizem a internet para impulsionar a comercialização do destino Salvador com modernização e inovação”, destacou o secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Pablo Barrozo.

Ao todo, a previsão é de investimento de pelo menos R$ 20 milhões. O local contará, também, com atendimentos da Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Entidades como o Sebrae e Senac também fornecerão consultoria técnica e cursos online como marketing, gestão, treinamentos em atendimento e de inserção digital.

Turismo durante a pandemia

O Turismo foi um dos setores mais atingidos pela pandemia da Covid-19 no mundo, com impactos na oferta e demanda de viagens, atingindo todos os trabalhadores desta cadeia produtiva. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o setor perdeu quase R$ 90 bilhões em decorrência do novo coronavírus.

O segmento foi fortemente impactado pela intensificação de medidas visando à redução do ritmo de expansão da doença, como o isolamento social e o fechamento das fronteiras em diversos países. Em março, quando foi decretada a pandemia de covid-19, o setor acumulou perda de R$ 13,38 bilhões em relação à média mensal de faturamento nos meses anteriores.

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), o turismo doméstico ganhará força no pós-pandemia, pois os viajantes irão se concentrar em viagens no Brasil a partir de julho de 2020 até junho de 2021, devido à possibilidade de uma segunda onda de Covid-19 fora do território nacional, e do medo de ficaram "presos" nesses países. Práticas de responsabilidade social, ambiental e segurança sanitária, aparecem como opções mais interessantes para o turista, que busca vivenciar experiências inesquecíveis.



Foto: Divulgação | PMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->