ESCÂNDALO EM JACOBINA 🦗🐀 SMTT e a milionária indústria de multas que não poupa bicicletas, velocípedes e até o veículo oficial do prefeito 🦗🐀 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

9 de agosto de 2020

ESCÂNDALO EM JACOBINA 🦗🐀 SMTT e a milionária indústria de multas que não poupa bicicletas, velocípedes e até o veículo oficial do prefeito 🦗🐀



O caso é sério, e não é exagero o que vem acontecendo em Jacobina, no norte do Estado, quando a SMTT a superintendência de trânsito vem emitindo um nível recorde de 1.500 multas por dia, contra tudo que se move sobre rodas na cidade. 

O absurdo chega ao ponto de um mesmo veículo ser multado três vezes por semana. 

A população e a imprensa local por sua vez já esgotaram quase todos os recursos para denunciar o descalabro da administração municipal sem, entretanto, obter resultados. 

As denuncias não param de ser veiculadas nas rádios da cidade. Ainda segundo a última denuncia registrada pela imprensa local, até mesmo o carro oficial do prefeito da cidade foi multado. 

O MP-Ministério Público local, por sua vez, ainda não adotou nenhum procedimento capaz de impedir os desmandos que vem sendo cometidos contra a população. Sabe-se que pode ser movida ação civil pública contra a prefeitura de Jacobina, mas dificilmente o MP agirá e quem continua sofrendo o dano patrimonial ilegal e abusivo é a população que vê acumular dia após dia as multas irregulares e ilegais contra a propriedade motorizada ou não. 

É por essas e outras que a população na confie em nada que venha do Estado brasileiro, em especial do judiciário*, ministério público estadual* e governos municipais*. 

E a pergunta que não é respondida: Para onde está indo o dinheiro arrecadado com essas multas? Dizem que é para uma empresa particular, e de lá o destino do dinheiro vai parar em alguns bolsos gordos. 

ATUALIZAÇÃO 👍 09.08.2020 / 14h32

Informação repassada por parceiros do Editor na cidade de Jacobina, dão conta que o atual prefeito da cidade já adotou providências e substituiu o Superintendente da SMTT. O que não há resposta, ainda, é para o fato de não terem sido adotadas quaisquer providências para a anulação e/ou cancelamento das multas absurdas emitidas pelo desastrado "servidor" público irresponsável. 

*As instituições foram escritas em minúscula mesmo para denotar desprezo.


Imagem ::: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->