Motoristas de aplicativo prestam queixa no Complexo de Delegacias de Feira de Santana, contra assaltos - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

17 de agosto de 2020

Motoristas de aplicativo prestam queixa no Complexo de Delegacias de Feira de Santana, contra assaltos





Motoristas pedem que as autoridades policiais deem mais atenção a esse tipo de ocorrência.


Motoristas de carros por aplicativo compareçam ao Complexo de Delegacias do Sobradinho nesta segunda-feira (17), onde prestaram queixa de assaltos que estão sofrendo. O motorista Nilson de Almeida Souza, 56 anos, foi vítima de um assalto recentemente. O bandido, além de levar dinheiro e celular, ainda ameaçou a vítima.

“Fui solicitado para uma corrida na Queimadinha por uma mulher, ao chegar lá ela perguntou se eu poderia levar o namorado dela e eu falei que não levava terceiros. Só que quando eu parei o carro, o namorado dela entrou, me deu uma gravata, colocou uma pistola no meu pescoço e pediu que eu seguisse em frente. Ao chegar no bairro Mangabeira ele mandou eu ficar dando voltas, depois disse que se eu fizesse qualquer gesto, ele me mataria”, relatou.

Nilson afirma que está complicado ser motorista de carro por aplicativo em Feira de Santana e reclama que as plataformas não dão segurança nenhuma aos profissionais. Além disso, ele pede que as autoridades policiais deem mais atenção a esse tipo de ocorrência.

“A gente pede um sistema de câmera, áudio no carro, mas não temos nada disso e quando ligamos pra plataforma eles não dão solução nenhuma. A gente sai pela manhã e não sabe se voltaremos pra casa, então pedimos que as autoridades de Feira tenham um pouco mais de atenção com a gente, pois somos pais de família e necessitamos ganhar o pão de cada dia”.

O motorista Junior Fiscal também reclamou do clima de insegurança e medo dos motoristas que rodam por aplicativo na cidade. Ele afirma que alguns bairros vão ficar sem esse serviço, pois os motoristas, por precaução, estão cancelando as viagens.

“Quero conclamar ao comandante da Polícia Militar que venha fazer abordagens, pois os bandidos estão no meio da rua, armados e ao entrarem no carro sacam a arma e coloca na cabeça do motorista de aplicativo”, disse.




As informações e foto são do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->