Mulher supostamente "influenciadora" digital em Salvador levada à delegacia com universitários de classe média suspeitos de tráfico - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

25 de agosto de 2020

Mulher supostamente "influenciadora" digital em Salvador levada à delegacia com universitários de classe média suspeitos de tráfico



Pelo menos oito pessoas foram presas durante a operação da Polícia Civil na manhã desta terça-feira (25/8) em Salvador e Lauro de Freitas, na Região Metropolitana. Os mandados de prisão preventiva foram contra estudantes de faculdades particulares de Salvador e empresários do ramo de bebidas, sendo um deles contra um detento no Complexo Penitenciário de Mata Escura. Todos são suspeitos de tráfico de drogas. 

Algumas pessoas que estavam junto com os alvos da Secretaria da Segurança Pública (SSP) foram levadas para esclarecimentos na delegacia. Entre elas está uma influenciadora digital, com mais de 20 mil seguidores na rede social Instagram. O nome dela, porém, não pode ser revelado. 

As investigações foram iniciadas há um ano e meio, após equipes da Coordenação de Narcóticos do Draco, descobrirem um esquema de venda de entorpecentes, através dos Correios. Drogas eram enviadas pelo serviço de Sedex. "Eles faziam todo o acerto de valores e quantidades pelo Instagram. Depois, enviavam as mercadorias ilegais", contou o titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) da RMS, Alexandre Galvão. 

O delegado acrescentou ainda que os criminosos vendiam os entorpecentes em festas rave, boates e em eventos particulares. "Esse grupo, em uma noite, chegava a vender 50 mil reais em drogas sintéticas", disse Galvão. Em Salvador, houve prisões nos bairros de Rio Vermelho, Ondina, Vitória, Bonfim e Mata Escura. Na cela, com o detento, foram apreendidos três celulares, sete pacotes de maconha e uma faca.

Com outros integrantes da quadrilha, os policiais civis apreenderam dois veículos de luxo, sendo um carro da marca Audi e uma motocicleta da marca Harley Davidson, um automóvel modelo Kwid e comprimidos de ecstasy.



Crédito da Foto: Alberto Maraux

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->