Arena Fonte Nova em Salvador ganha iluminação especial em conscientização da Fibrose Cística - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

4 de setembro de 2020

Arena Fonte Nova em Salvador ganha iluminação especial em conscientização da Fibrose Cística



A ação faz parte do Setembro Roxo, mês dedicado ao alerta da população sobre a doença, que afeta principalmente os pulmões, pâncreas e o sistema digestivo.



Quem passar pela região do Dique do Tororó, em Salvador, nos dias 5 e 8 de setembro verá a Arena Fonte Nova com uma iluminação especial. A ação é em apoio a campanha do Setembro Roxo, mês de conscientização da Fibrose Cística, doença genética rara, ainda sem cura, que causa sintomas como tosse crônica, diarreia, suor mais salgado que o normal e pneumonia de repetição. A doença, que afeta principalmente os pulmões, pâncreas e o sistema digestivo, atinge 1 pessoa a cada 10 mil nascidas vivas no Brasil, segundo o Unidos pela Vida - Instituto Brasileiro de Atenção à Fibrose Cística, que promove a campanha.

As datas foram escolhidas, pois marcam o Dia Nacional da Fibrose Cística (5/09) e o Dia Mundial de Conscientização da Fibrose Cística (8/09). Nesta sétima edição da campanha, além da Arena Fonte Nova, ganham também iluminação na cor roxa o Jardim Botânico e a Arena da Baixada, em Curitiba-PR, o Senado Federal e a Câmara de Deputados, em Brasília-DF.

Sobre Arena Fonte Nova

A Arena Fonte Nova foi considerada pelos torcedores como a melhor arena da Copa do Mundo de 2014. Inaugurada em 7 de abril de 2013, a Arena traz uma estrutura inédita para o estado, com potencial para receber partidas nacionais e internacionais de futebol, além de eventos não-esportivos, como grandes shows e eventos corporativos. Primeira arena no mundo a receber a Certificação Internacional de Qualidade ISO 9001 do Sistema de Gestão de Qualidade para o Escopo de Construção de Arenas Multiuso e primeira do Brasil a conquistar a categoria Prata na Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design).




Foto: Ulisses Dumas/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->