Bahia registra tremores de terra pelo 3º dia seguido. Famílias ficam desabrigadas - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

2 de setembro de 2020

Bahia registra tremores de terra pelo 3º dia seguido. Famílias ficam desabrigadas



Tremores de terra foram registrados nesta terça-feria (1º), pelo terceiro dia seguido, em cidades da Bahia. Moradores de São Miguel das Matas, cidade que fica na região entre o Vale do Jiquiriçá e o Recôncavo da Bahia, e Amargosa, no recôncavo, relataram novos casos. Há relatos de abalos também nos estados de Sergipe e Alagoas.

De acordo com Elizângela de Jesus, que mora no entrocamento de São Miguel das Matas, a terra tremeu três vezes nesta terça: às 2h47 e 3h50 da madrugada, e por volta das 6h30. O primeiro foi rápido, foi só o tempo de correr e sair de casa. Dormir, aqui ninguém está dormindo. Todo mundo apreensivo, na frente da casa o tempo todo. A gente tem medo que a casa caia em cima, caia uma parede, caia um telhado", falou.

"Domingo ficou a manhã toda tremendo a terra. A parede do quarto de minha irmã rachou de cima a baixo", acrescentou.

Um morador de Amargosa também relatou tremor na cidade, nesta terça-feira, às 6h36. Ainda nesta manhã, foram relatados tremores nas cidades de Laje, Jiquiriçá e Brejões.

Ao menos três famílias ficaram desabrigadas em São Miguel das Matas, cidade que fica na região entre o Vale do Vale do Jiquiriçá e o Recôncavo baiano, após o terremoto atingir o município no domingo (30). Em entrevista nesta segunda-feira (31), Paulo Sérgio Luz, da Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), afirmou que os tremores foram sentidos em mais de 40 cidades do estado.

De acordo com Aderson Nascimento, sismólogo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, os tremores desta terça foram detectados por eles.

O sismólogo informou que, em Amargosa, foram detectados dois tremores de terra: um de magnitude de 2.0, às 3h31; e outro de intensidade de 2.4, às 6h36.

Ainda segundo a UFRN, foram detectados 17 casos de tremores de terra na Bahia, desde sábado (29).

Fotos ::: Reprodução Google / G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->