SANTO ANTº DE JESUS ⚰️ Pré-candidato das elites ganha apoio de parte do grupo Beija-Flor em tentativa de chegar à periferia; primeiro tiro no pé do mega empresário Genival Deolino 🧭 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

10 de setembro de 2020

SANTO ANTº DE JESUS ⚰️ Pré-candidato das elites ganha apoio de parte do grupo Beija-Flor em tentativa de chegar à periferia; primeiro tiro no pé do mega empresário Genival Deolino 🧭


Não há pesquisas oficiais divulgadas com relação às eleições deste ano em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano. Pelo que se sabem através de pesquisas extraoficiais, é que o atual prefeito, Rogério Andrade (PSD), pode estar com 40% das intenções de votos, o ex-prefeito Humberto Leite (DEM), apareceria com 20% e o candidato das elites, Genival Deolino (PSDB), com modestos 10%. Tratando-se dos três nomes mais comentados nas redes sociais.

A decisão do ex-prefeito Humberto Leite de retirar a candidatura foi anunciada no prestigiado Hotel Fazenda Amoras, no que já está sendo chamado "O Caso das Amoras traiçoeiras", numa alusão de alguns membros do Grupo Beija-Flor que, à boca miúda, comentam que o ex-prefeito traiu a confiança de todos e pensou apenas nele. Outros personagens ouvidos consideram que a decisão do ex-prefeito foi desastrosa e covarde. 

Os demais pré-candidatos, Dr. Everaldo Júnior (PDT), Dr. Christian Ferraz (PP) e a Advogada Lia Barroso (SOL), sequer aparecem nas redes sociais em nível de discussão por parte de populares, e, sabe-se, dois já ficaram pelo caminho. O ex-prefeito Humberto Leite e o Dr. Christian Ferraz, que desistiram das respectivas candidaturas. 

Tiro no pé 

Por conta da larga margem de frente, mesmo considerando os números do ex-prefeito Humberto Leite, somados aos do empresário Genival Deolino, estima-se, não seriam o bastante para derrotar o atual prefeito em 15 de novembro. Ou seja, a se manter a atual conjuntura com uma base de 30 pontos para Genival e 40 para Rogério Andrade, o atual prefeito e candidato à releição ainda estaria na frente com uma margem entre 10 e 12 pontos percentuais. 

A desistência conveniente

A desistência do ex-prefeito Humberto Leite tem um significado especial para ele, cuja tradução para quem conhece a política local, é se livrar de mais uma derrota nas urnas. Raposa velha, tratou de tentar sair por cima, preferindo não ter a dor de cabeça de arcar com os custos de mais uma vergonha, conforme se deduz nas entrelinhas de sua fala em entrevista concedida recentemente ao INFOSAJ, quando declarou que, 

Chegamos à conclusão das dificuldades que teríamos pela frente, então conversamos e chegamos a essa conclusão de conceder o apoio a pré-candidatura de Genival, quando percebi que com meu gesto de manter a minha candidatura estava dando chances ao nosso adversário vencer essa eleição, me tirava o sono. Não pode, não poderia fazer isso nunca, então eu, Humberto Leite resolvi retirar a candidatura e vim apoiar Genival, 

disse o ex-prefeito Humberto Leite ao Infosaj. 

A torre

Do alto da torre, Genival Deolino não sabe – ou ainda não aprendeu por nunca ter descido literalmente do salto (a torre) - é que, primeiro não se transfere votos, ou seja, dos supostos 20% de intenção de votos, Humberto Leite não consegue transferir nem 5%, o que leva Genival a outra questão, qual seja, assumiu compromisso com o grupo Beija-Flor, mas sem, entretanto, levar nada em troca. 

No jargão das ruas, o comentário é um só, foi um literal tiro no pé com um calibre 12. 

Quem viver verá, até por que, diferentemente do próprio Humberto Leite e do atual prefeito Rogério Andrade, - sabem onde o pobre mora - sem conhecer a periferia Genival Deolino não conseguirá atrair o eleitorado chamado ‘pés descalço’, o que, inegavelmente representa mais de 60% do eleitorado do município. 



Crédito da foto :::: Reprodução Instagram

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->