Caso Miguel: Justiça bloqueia R$ 2 milhões de prefeito de Tamandaré (PE) - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

2 de outubro de 2020

Caso Miguel: Justiça bloqueia R$ 2 milhões de prefeito de Tamandaré (PE)




O prefeito de Tamandaré (PE), Sérgio Hacker (PSB), e a primeira-dama Sarí Mariana Corte Real tiveram bens bloqueados no valor de até R$ 2 milhões pelo Tribunal de Justiça do Trabalho da 6ª região nesta quinta-feira (1º). A decisão do juiz José Augusto Segundo Neto foi no âmbito de uma Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público do Trabalho por dano moral à coletividade.


Hacker é acusado de pagar salários de três empregadas domésticas, que trabalhavam para sua família, com dinheiro público, ao nomear as funcionárias em cargos comissionados na prefeitura. O caso foi descoberto após a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 ano, que caiu do 9º andar de um prédio no Recife, em junho deste ano. A criança estava sob os cuidados da primeira-dama de Tamandaré que foi denunciada por abandono de incapaz.

De acordo com a denúncia do MPT, a mãe de Miguel, Mirtes Renata Santana, e a avó do menino, Marta Maria Santana Alves, eram umas das três empregadas que tiveram os pagamentos efetuados pela prefeitura de Tamandaré.



Foto ::: reprodução / Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->