Mano Menezes pede desculpa após xingar árbitro, mas pede retirada de microfone; "não traz benefício nenhum" - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

14 de outubro de 2020

Mano Menezes pede desculpa após xingar árbitro, mas pede retirada de microfone; "não traz benefício nenhum"




O técnico do Bahia, Mano Menezes, veio a público, nesta terça-feira (13/10), em coletiva de imprensa, para pedir desculpas ao árbitro José Mendonça da Silva, que apitou a derrota por 1 a 0 contra o Fluminense. Na súmula do jogo neste último domingo (11/10), o juiz relatou que o técnico haveria dito "deixa esse vagabundo aí, não quero que reclame com vagabundo não. Deixar roubar!", direcionada a ele.



O professor do tricolor baiano disse que percebeu ter 'passado dos limites'. "Quero pedir desculpas pelo palavreado usado, porque acho que não foi adequado, não é adequado em nenhuma circustância. Penso que ultrapassei esse limite e peço desculpas por isso", disse.

Mano terminou com uma fala negativa sobre a captação do áudio da equipe técnica, já que não há mais o barulho da torcida. "O microfone embaixo do técnico, que surgiu talvez até como uma boa ideia de mostrar o trabalho do técnico, ele torna publico as vezes diálogos que não são tão bonitos, mas na linguagem do futebol são considerados mais normais [...] A gente deve repensar esse microfone ai porque não traz benefício nenhum", defendeu.

Apesar disso, Mano salientou que não tinha dito na intenção de causar algum desentendimento com o árbitro. "Embora eu não tenha ido ao campo no término do jogo para reclamar diretamente com a arbitragem, fui no intuito de tirar os jogadores, tanto que a observação foi para o Elias", ressaltou.

Ele trouxe ainda sua experiência no futebol para enfatizar que seu comportamento foi inadequado. "Não é correto. Um técnico da minha trajetória tem que saber que mesmo em momentos dificeis você até pode achar que esta certo, mas os limites da educação não podem ser ultrapassados e eu ultrapassei. Peço desculpas por isso", completou.


Crédito da foto :::: Divulgação/E.C.Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->