Domingo de eleições é o que registrou mais mortes em Salvador e RMS em novembro; veja dados - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

16 de novembro de 2020

Domingo de eleições é o que registrou mais mortes em Salvador e RMS em novembro; veja dados






O domingo (15/11) ficou marcado para muitas famílias: não apenas por conta das Eleições municiais 2020, mas por ter sido a data de morte de 14 pessoas em Salvador e Região Metropolitana. Considerando o mês de novembro, esse foi o domingo mais sangrento até agora.



No domingo anterior (8/11), foram registrados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) cinco homicídios, três na capital e os demais em Madre de Deus e Pojuca. Na semana anterior a essa, o primeiro domingo do mês (1/11) tem registro de quatro mortes violentas, todas em Salvador. 

A SSP aponta 14 mortes no último domingo (15/11) e somente uma delas não foi em Salvador. Apenas duas delas, de José dos Santos Cardoso, de 57 anos, e Robson Lino dos Santos, 45, foram registradas em hospital, referentes a crimes de datas anteriores.

HOMICÍDIOS 

José havia sido vítima no primeiro dia do mês, em um crime na Rua Nova de São Cristóvão, mas não há informações se foi atingido por tiros ou arma branca. Robson havia sofrido o ataque no dia anterior, no distrito de Parafuso, em Camaçari, e chegou a ser socorrido ao hospital, mas não resistiu.

A primeira vítima fatal do dia foi Ricardo Amorim dos Santos, de 29 anos, assassinado às 1h40 no bairro do IAPI. Às 2h30, aparece o registro de Luan Silva Simões, morto em uma suposta tentativa de assalto no Cabula. Apenas cinco minutos depois, às 2h35, um homem ainda não identificado foi morto próximo ao Colégio Luiz José de Oliveira, no bairro de Boca da Mata. 

Carlos Alexandre Oliveira Santos, de 26 anos, veio a óbito em Capelinha de São Caetano, às 6h15. No Lobato, às 6h24, a SSP registrou outra morte de um homem, mas não divulgou seu nome ou idade.

Um corpo foi encontrado às 11h46 na Via Expressa, decapitado e desmembrado. Outra vítimas de identidade ignorada foi registrada em seguida, no bairro de Cajazeiras, às 12h26. O jovem Lucas Lago dos Santos, de 24 anos, foi executado em Coutos, às 13h39.

A votação já havia encerrado quando a SSP contabilizou mais três homens mortos: um no bairro de Valéria, um na Boca do Rio e um na Federação. Esse último era Carlos Henrique de Jesus dos Santos, conhecido como Pantera, assassinado a tiros em via pública.

O último crime da lista aconteceu em Mussurunga. Maurício Ferreira da Silva, de 25 anos, não resistiu e veio a óbito às 20h40. Há ainda uma tentativa de homicídio contra Lucas Santos Carvalho, de 26 anos, na Vila Rui Barbosa, cujo estado de saúde não foi divulgado.

Por se tratarem de homicídios, os casos devem ser investigados pela Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), salvo exceções por conta da região onde o crime ocorreu.



Crédito da Foto: Vivian Alecy/Aratu On

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->