Motorista que dirigia bêbado e na contramão é preso pela PRF na BR-116 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

3 de novembro de 2020

Motorista que dirigia bêbado e na contramão é preso pela PRF na BR-116




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite desta última segunda-feira (2/11), o motorista de um carro (Honda/City) que dirigia alcoolizado, além de estar na contramão e quase causar um grave acidente na BR 116, em Vitória da Conquista.



De acordo com a PRF, os agentes realizavam ronda na rodovia quando, por volta das 20h40, na altura do quilômetro 29 (anel rodoviário), foram surpreendidos por um veículo em alta velocidade, na contramão da direção. Para evitar uma colisão frontal que poderia ser trágico, a viatura foi obrigada a desviar de forma defensiva.

De imediato, os policiais retornaram e iniciaram um acompanhamento. O veículo foi interceptado e durante a abordagem, os agentes perceberam que o homem apresentava visível estado de embriaguez com olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito e fala desconexa.

O motorista, de 39 anos, ofereceu resistência e se negou a sair do veículo. Exaltado, tentou agredir os policiais. Dentro do carro foram encontradas latas de cerveja.

Em seguida, os agentes deram voz de prisão ao infrator, pelo crime de trânsito do art. 165 da Lei 9.503/97. Além de ser autuado por alcoolemia, foi notificado por dirigir pela contramão de direção e conduzir veículo sem cinto de segurança. O somatório das multas foi superior a R$ 3.500.

Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil para lavratura do flagrante. Além de detenção por crime de trânsito, a multa por alcoolemia custa R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O valor da multa é duplicado em caso de reincidência. Ocorre ainda a penalidade administrativa que suspende ou proíbe o motorista de obter a habilitação ou permissão para dirigir veículo automotor por um período de 12 meses.



Crédito da Foto: divulgação / PRF-BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->