Prefeito eleito de Salvador fala sobre planos para transporte público, representatividade no secretariado e carnaval 2021 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

17 de novembro de 2020

Prefeito eleito de Salvador fala sobre planos para transporte público, representatividade no secretariado e carnaval 2021




Bruno Reis teve 64,20% dos votos dados a todos os candidatos e derrotou Major Denice, que ficou em segundo lugar, com 18,86%.



O prefeito eleito de Salvador, Bruno Reis (DEM), falou em entrevista ao programa Bahia Meio Dia, da TV Bahia, sobre os planos para melhorar o transporte público da cidade, contou como pretende fazer o carnaval em 2021 e sobre a montagem de um secretariado representativo para população.

Durante o programa, Bruno Reis classificou o transporte público como o segundo maior desafio da próxima gestão, atrás apenas da geração de emprego e renda. O prefeito eleito afirmou que a repartição da tarifa entre metrô e ônibus, onde, segundo ele, o metrô ficou com a parte maior, causou desequilíbrio no sistema.

"Nesse momento, há um consórcio sobre a intervenção da prefeitura, que a prefeitura teve que fazer para garantir o transporte público para a população e para evitar demissão de quatro mil funcionários. Plantamos o bilhete único, o Domingo é Meia, os ônibus na madrugada e, principalmente, a renovação da frota com GPS, câmeras e com ar-condicionado", contou.

O candidato eleito também contou que a necessidade de manter a frota superior ao número de passageiros transportados nos ônibus foi um ato que gerou esforço da prefeitura, já que com o impacto da pandemia, o órgão também conviveu com queda de receitas.

"Isso resultou numa conta, com a participação do Ministério Público, o prefeito ACM Neto já assinou. Hoje, as contas já estão abertas, o MP acompanha todo o procedimento. A prefeitura vai ter que colocar R$ 85 milhões esse ano para equilibrar o sistema".

"Já tem mais R$ 15 milhões comprometidos para o ano que vem. Nós estamos esperando é que possa ser aprovado, já pelo Senado, já que a Câmara aprovou um apoio para as capitais e a gente possa ajudar a cobrir essa conta", completou.

Bruno Reis também falou que esses R$ 100 milhões vão ajudar na volta do cronograma feito pela gestão de ACM Neto, de aumentar o número de ônibus com ar-condicionado.

“Agora, para esse apoio de R$ 100 milhões, R$ 85 milhões esse ano e R$ 15 milhões no ano que vem, a gente retoma esse calendário de renovação da frota com ar-condicionado”.

Carnaval 2021

Ao ser perguntado sobre o planejamento para o carnaval de 2021, Bruno Reis afirmou que o que vai definir o adiamento do evento são as condições sanitárias. O próximo gestor disse que a "indústria do carnaval" escolheu o mês de novembro como limite para que a prefeitura tomasse a decisão final e que uma reunião deve ser feita nesta semana para que haja definições.

“O que eles têm dito é que, caso seja necessário adiar, era importante fazer essa postura para que ocorra em uma outra data, possivelmente no mês de julho do ano que vem, e junto com o Rio de Janeiro e com São Paulo”.

Bruno Reis também falou que após a reunião com ACM Neto vai aguardar o resultado das eleições municipais do Rio de Janeiro e São Paulo, que acontecem no dia 29 de novembro, para construir o calendário de eventos do ano que vem.

“Após definir o prefeito, nós iremos procurar para construir esse calendário ano que vem, compreendendo a importância do carnaval para nossa cidade, não só pelos empregos que ele gera durante a realização da festa, mas por tudo o que ele representa, principalmente pela promoção da nossa cidade”, contou.

Representatividade no secretariado

Bruno Reis também foi questionado se o secretariado da gestão dele será mais representativo em relação a população. Na pergunta, foi levado em consideração o fato da população de Salvador ser formada com maioria de mulheres negras e o secretariado da atual gestão ser composto majoritariamente por homens brancos.

O prefeito respondeu a pergunta falando que tem muito orgulho de Salvador ter sido a primeira capital do Brasil a implantar políticas de cotas em concursos.

“Nós temos muito orgulho de ser a primeira capital do Brasil de implantar a política de cotas, 30% das vagas em concurso são destinadas para negros e pardos. Fizemos ao longo desses oito anos diversas políticas afirmativas, política de reparação, sempre buscando a equidade racial".

Bruno Reis também falou que o estatuto da igualdade racial estava parado há 13 anos na Câmara de Vereadores e foi aprovada pela prefeitura neste ano.

"Não tenho dúvidas que nós temos consciência que estamos na cidade mais negra fora da África. Nós destinamos 80% dos recursos nas áreas mais carentes da nossa cidade, vamos montar um secretariado, compor com todos esses fatores, mas com certeza, montando uma equipe qualificada, um time de qualidade, para que a gente possa avançar muito em todas as áreas e garantir as conquistas”, concluiu.

Bruno Reis tem 43 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de advogado. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 931.514,59. A vice é Ana Paula Matos, do PDT, que tem 43 anos.



Foto: Reprodução / TV Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->