Neto rebate críticas sobre casamento durante pandemia; "pessoas do mal tentam explorar momento íntimo" - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

segunda-feira, dezembro 14, 2020

Neto rebate críticas sobre casamento durante pandemia; "pessoas do mal tentam explorar momento íntimo"




O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), fez um balanço, na manhã desta segunda-feira (14/12), sobre o final de semana com as medidas restritivas que determinaram o fechamento de bares e restaurantes nos bairros de Itapuã e Rio Vermelho. Segundo o democrata, o balanço foi positivo, apesar de algumas situações de desrespeito, a exemplo na praia do Cantagalo, no Subúrbio Ferroviário. 


Aos bares e restaurantes perceba que nós conseguimos cumprimento das ações. Hoje, a Prefeitura não pretende fechar outros bairros, não pretende suspender bares e restaurantes, quem disse isso falou inverdades. Claro, se tiver risco, vamos fazer. Todo mundo sabe como sou, nós não temos medo de agir. No Cantagalo eu acompanhei em tempo real, as pessoas precisam respeitar os protocolos. Infelizmente, muitas vezes as pessoas não respeitam. Mas enfim, a gente já está preparado para isso e agimos. Vou receber agora a tarde o pessoal da Abrasel [Associação de Bares] e vamos analisar a situação de Itapuã e Rio Vermelho. Não quero prejudicar nenhum pai e mãe de família, mas vamos conversar, 

ressaltou.

Durante a mesma oportunidade, Neto rebateu críticas que tem recebido por conta da festa de casamento, com a administradora Mariana Barreto, que promoveu no último sábado (12/12), em um apartamento no bairro do Corredor da Vitória. "Eu tenho direito de respeito a minha privacidade. Fiz uma reunião para 20 pessoas, familiares. Todos foram testados. Muitos amigos meus que eu queria chamar, não pude. Não teve nenhum político", contou. 

"Eu tenho que dar o exemplo do cumprimento dos protocolos. Lamento que pessoas do mal tentam explorar um momento íntimo de minha privacidade. Acima de tudo está aqui um cidadão que precisa ser respeitado. Não fiz nada de errado, ao contrário, respeitei tudo. Refuto a esses comentários que são do mal, pessoas que invejam", complementou o democrata ao ser questionado sobre o assunto. 

VACINA

Neto ainda falou sobre a politização da vacina. Para ele, é o momento de união entre prefeitos e governadores do país. "Eu lamento essa disputa política que virou a vacina. Acho que é o momento de prefeitos e governadores se unirem. Aqui, nós já temos nosso plano de vacinação. Determinei ao secretário municipal de saúde, Léo Prates, que se for possível já possamos comprar as vacinas, não vamos esperar o Governo Federal", disse. 

"Agora, não podemos falar em data, porque antes nós precisamos ter a vacina. Só vamos começar quando tiver uma vacina certificado. Não quero crer que essa certificação demore por conta de politização", lamentou ACM Neto.



Crédito da Foto: arquivo/Max Haak / Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->