Secretário de Segurança comenta tiroteios em Salvador e aponta soltura de presos como uma das causas - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quinta-feira, dezembro 03, 2020

Secretário de Segurança comenta tiroteios em Salvador e aponta soltura de presos como uma das causas




Maurício Barbosa disse que além da soltura, Bahia é um estado que registra migração de criminosos. Ele e governador falaram sobre ações da Segurança durante entrega de viaturas em Salvador.


O Secretário de Segurança Pública da Bahia, Maurício Barbosa, falou nesta quinta-feira (3) sobre os recentes casos de tiroteios em Salvador e ações de segurança no estado. O governador Rui Costa também se posicionou sobre o assunto, quando ambos participavam da entrega de novas viaturas da Polícia Civil.

De acordo com o secretário, a soltura de presos é uma das causas para a ocorrência de tiroteios em comunidades, como a registrada na noite de quarta-feira, no Bom Juá, em Salvador.

"Nós temos esse ano, um ano onde mais de 10 mil presos foram colocados em liberdade. Não só por decisões de progressão de pena, mas muito também de uma resolução do Conselho Nacional de Justiça, onde se decidiu que, por causa da Covid, temos que dar um tratamento diferenciado a determinadas concessões de saídas temporárias", explicou.

De acordo com o secretário essas solturas fizeram com que várias lideranças do tráfico de drogas fossem colocadas em liberdade. Com isso, eles tentam reaver os territórios perdidos quando foram presos.

"Isso ocasiona, de forma automática, uma tentativa deles de reaver o espaço territorial perdido, liderança dentro das suas próprias facções. A secretaria tem feito a estratégia não só de mapear esses locais e identificar essas lideranças, para fazer as prisões delas, mas também de evitar que essas facções continuem a trocar tiros na capital, região metropolitana e no interior do estado", disse.

Também foram citados pelo governador e secretário como causa para as ações violentas na Bahia a migração de criminosos de outros estados.

O governador Rui Costa falou sobre o mapeamento da região do Nordeste de Amaralina, que está com ocupação policial deste quarta-feira (2). Ele falou que essas ações serão mais constantes e usou o Nordeste de Amaralina como exemplo.

"Nós intensificaremos, como fizemos agora no Nordeste de Amaralina, ações de inteligência visando a prisão e desarticulação de grupos que estão disputando o poder de pontos de drogas aqui na capital e no interior. E em função dessa disputa, tem morrido mais gente, e a polícia irá atuar no sentido da prisão dessas pessoas. Espero que eles não reajam atirando na polícia, para que não tenham óbitos, como teve no Nordeste de Amaralina. É preciso que esses bandidos, eles possam se render e ir para a prisão", disse Rui Costa.

Ainda sobre a atuação da Secretária de Segurança Pública no estado, Maurício Barbosa disse que vai manter a estratégia de ocupação nos bairros sempre que for necessário, com o objetivo de desfazer as organizações criminosas.

"Havia uma necessidade muito grande por conta, até da nossa estratégia, de obtenção de informações, de trazermos mais informações não só da geografia de alguns locais do Nordeste, mas também na tentativa de captura de algumas pessoas, consideradas estratégicas para chegarmos ao número maior do desmantelamento das organizações criminosas que atuam no Nordeste", disse.



 Foto: Reprodução/TV Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->