Após aumento de preços, Bolsonaro reafirma que não tem influência sobre Petrobras - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

segunda-feira, fevereiro 08, 2021

Após aumento de preços, Bolsonaro reafirma que não tem influência sobre Petrobras





Ele explica que não pode burlar as regras estabelecidas pela Constituição ao Presidente da República para não ser um ditador.



O presidente da República disse hoje (8) que vai se reunir novamente com a equipe econômica do governo para tomar uma decisão sobre a medida para baixar o valor do PIS/Confins. O anúncio acontece após o anúncio do reajuste de preços de combustíveis pela empresa petroquímica.

O gestor voltou a afirmar que não tem influência sobre a Petrobras e que não quer ser ditador, pois existem uma série de leis a ser cumpridas.

"Não é novidade para ninguém: está previsto um novo reajuste de combustível para os próximos dias, está previsto. Vai ser uma chiadeira com razão? Vai. Eu tenho influência sobre a Petrobras? Não", disse Bolsonaro aos seus apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

Ele explica que não pode interferir para não burlar as regras estabelecidas pela Constituição ao Presidente da República. "Daí o cara fala 'você é presidente do quê?' Vocês votaram em mim e tem um monte de lei aí. Ou cumpre a lei ou vou ser ditador. E para ser ditador vira uma bagunça o negócio e ninguém quer ser ditador, isso não passa pela cabeça da gente", concluiu.

Na última sexta-feira (5), o chefe de Estado já havia feito uma reunião para discutir o ICMS. Ele anunciou que pretendia apresentar um projeto de lei para fixar o valor do imposto, mas não chegou a tomar nenhuma decisão.



Foto : Washington Costa/Ministério da Economia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->