Header Ads Widget

Via1

Aos 84 anos, cantor Agnaldo Timóteo é internado em UTI após contrair Covid-19



O cantor de 84 anos, Agnaldo Timóteo, foi internado, na manhã de quarta-feira (17/3), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Casa São Bernardo, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, após testar positivo para o novo coronavírus.


Informações divulgadas por membros da família de Timóteo dão conta que ele está lucido e respira sem ajuda de aparelhos. Em um comunicado à imprensa, os familiares do cantor aproveitam para pedir orações pela sua recuperação.

“O boletim médico está sendo transmitido diariamente somente para a família. Uma imensa corrente de fé, está formada, em prol do restabelecimento do seu quadro de saúde! A família agradece o carinho e as orações que vem recebendo de inúmeras pessoas e registra um agradecimento especial para Rede Hospital Casa, que vem dedicando com a máxima excelência, o atendimento prestado ao nosso querido Agnaldo Timóteo" diz a nota.

O sobrinho do cantor, Timotinho, havia dito, há cerca de duas semanas, que ele recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

AVC EM 2019

Em maio de 2019, Agnaldo sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante turnê na Bahia, quando ficou internado no Hospital Roberto Santos, em Salvador. O quadro de saúde de Agnaldo Timóteo se agravou dias depois e ele foi diagnosticado com infecção urinária e outras complicações, precisando respirar com a ajuda de aparelhos e, também, entrou em coma induzido. Em seguida, os sedativos começaram a ser retirados e ele voltou a respirar sem o auxílio de aparelhos.

No inicio de junho daquele ano, o quadro clínico do cantor estava estável, mas ele não tinha se adaptado à dieta via oral. Depois disso, ele apresentou um quadro de confusão mental, segundo informou o boletim médico divulgado na ocasião. "[Timóteo] Apresenta um quadro de desorientação flutuante compatível com delirium (confusão mental comum em idosos hospitalizados)", esclareceu a nota.

O Hospital Geral Roberto Santos informou que o músico tinha autorização médica para ser transferido de Salvador para São Paulo. No entanto, o cantor apresentou retrocesso do padrão neurológico e o boletim médico divulgado informava que quadro do cantor era crítico. Apenas em junho, ele foi transferido para São Paulo, onde permaneceu até receber alta. Após passar quase dois meses internado, o cantor recebeu alta hospitalar e agradeceu primeiramente o apoio do governador, Rui Costa e do vice-governador da Bahia, João Leão.



Crédito da Foto: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários