Cidade baiana requer professores em sala de aula mesmo sem alunos e profissionais reagem; "ficamos temerosos" - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

segunda-feira, março 01, 2021

Cidade baiana requer professores em sala de aula mesmo sem alunos e profissionais reagem; "ficamos temerosos"




Os professores da rede municipal de Salinas da Margarida, a 270 km de Salvador, reclamaram da postura solicitada pela prefeitura nesta segunda-feira (1/3). Mesmo dando aulas de forma remota, os profissionais tiveram que se apresentar em sala de aula.


"No sábado [27/2] fomos convocados pela Secretaria de Educação, através dos diretores por mensagem de WhatsApp a retornamos pra escola e sem alunos. As escolas não estão equipadas de forma sanitária adequada para receber os professores. Nem estão equipadas de forma adequada o suficiente com internet e equipamentos para fazermos nosso trabalho das escolas", desabafou uma professora, que preferiu não se identificar.

Eles estão sendo levados de casa aos centros educacionais por meio de transporte privado, oferecido pela prefeitura. Vídeos gravados mostram que a van tem lotação máxima e os professores estão sentados lado a lado, o que pode facilitar o espalhamento do novo coronavírus. "Não estamos de forma nenhuma querendo ficar sem trabalhar, mas já estávamos fazendo isso [dando aulas] das nossas casas de forma online. Nesse momento, em que a pandemia atinge números absurdos de vítimas, temos professores com comorbidades e com idade de risco. Ficamos muito temerosos", ressaltou a profissional.


Em nota enviada ao Aratu On, o município diz que a medida foi tomada em relação à disciplina dos estudantes. "Nesse sentido, para manter a disciplina dos alunos e proporcionar um ambiente semelhante ao espaço escolar, a Secretaria de Educação solicitou aos alunos que se apresentassem uniformizados, mesmo estando em casa no período das aulas, e requereu aos professores que os mesmos lecionassem em sala de aula, ainda que online", defendeu.

O comunicado diz ainda que as escolas são amplas e arejadas para comportar uma pequena quantidade de professores, já que, nas aulas, há apenas um professor por sala de aula. A prefeitura não especificou sobre as vans.



Crédito da Foto: leitor/Aratu On

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->