'Estou sem chão', diz companheiro de operadora de caixa morta após ser baleada durante assalto em Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quinta-feira, março 04, 2021

'Estou sem chão', diz companheiro de operadora de caixa morta após ser baleada durante assalto em Salvador



Alícia Gonçalves Santos, de 23 anos, foi morta depois de um cliente reagir a um assalto no supermercado em que ela trabalhava.



O companheiro de Alícia Gonçalves Santos, de 23 anos, morta durante uma tentativa de assalto no supermercado em que trabalhava, conta que está "sem chão" com a morte da companheira. O caso aconteceu na noite de quarta-feira (4), no bairro de Valéria, em Salvador.

"Eu estou sem chão! É muito dolorido, uma pessoa tão alegre e trabalhadora, é complicado. Oh, Deus, que mundo é esse?", desabafa Daniel Júnior.

Ele conta que ficou sabendo que Alícia tinha sido baleada por meio de uma amigo.

"Eu tinha acabado de chegar do trabalho, estava assistindo. Um colega meu de trabalho chegou me chamando e disse que ela [Alícia] tinha levado um tiro de raspão, que era para levar um documento, e a gente foi na UPA. Chegando lá, um médico estava tentando reanimar ela, mas não conseguiu, foi a óbito" relata.

O crime

Era por volta das 19h30, quando um homem armado entrou no supermercado e anunciou o assalto. Na ação, um dos clientes, que ainda não foi identificado, sacou uma arma e reagiu. Câmeras de segurança registraram a ação.

Durante a troca de tiros entre os dois, Alícia, que era operado de caixa no estabelecimento, foi baleada. Ela foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Valéria, mas não resistiu aos ferimentos.

Ela era casa com Daniel há seis meses e tinha um filho. Alícia será enterrada em Nova Soure, cidade a cerca de 240 quilômetros de Salvador.

“Alícia era uma menina alegre, boa, não tinha inimigos. Era feliz, cheia de planos, de sonhos. Tinha coisa que ela falava que iria conquistar e conquistava. Cheia de planos na vida, só pensava alto. A gente era completamente feliz. Estou sem chão, arrasado."

As imagens da câmera do estabelecimento ajudaram a identificar o suspeito pelo assalto. O caso será investigado pela Polícia Civil.



Foto ::: Reprodução Redes Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->