Governo da BA aluga contêineres para armazenar corpos e prefeitura de Salvador amplia nº de vagas em cemitérios - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

quinta-feira, março 04, 2021

Governo da BA aluga contêineres para armazenar corpos e prefeitura de Salvador amplia nº de vagas em cemitérios



Dez equipamentos, que estão distribuídos entre algumas unidades de saúde, como hospital de campanha da Arena Fonte Nova. Média de sepultamentos na capital saltou de 12 para 17 por dia, desde início da pandemia.



O governo da Bahia alugou contêineres refrigerados para armazenar corpos de pacientes mortos pela Covid-19 em Salvador. Ao todo, são dez equipamentos, que estão distribuídos entre o hospital de campanha da Arena Fonte Nova, Instituto Couto Maia e os hospitais Ernesto Simões e Espanhol.

Por meio de nota, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que o procedimento é comum, e que os contêineres são espaços adaptados para locais adaptados, como por exemplo o hospital de campanha da Arena Fonte Nova.

No caso dos hospitais tradicionais, os equipamentos serão usados caso haja demandas excedentes. Até a quarta-feira (3), a Bahia já havia registrado 12.140 mortes pela Covid-19, o que representa uma letalidade de 1,75% pela doença.

Ampliação de vagas em cemitérios

Durante a pandemia, a média de sepultamentos em Salvador saltou de 12 para 17 por dia. Por causa do volume das mortes, a prefeitura de Salvador resolveu ampliar o número de vagas nos cemitérios.

Neste mês, uma licitação foi feita para abertura de 1.125 gavetas para dar suporte nos cemitérios. Atualmente, Salvador tem 740 gavetas disponíveis para sepultamentos imediatos. Além disso, a capital também oferece uma média de 300 covas por mês, de vagas geradas por exumações realizadas.

Depois da licitação, as gavetas devem estar prontas em até 60 dias. Segundo a Secretaria Municipal de Ordem Publica (Semop), outras 218 deverão estar disponíveis no próximo mês, mas não detalhou como essas vagas surgirão.

Foto ::: Reprodução Caixões da FEMMA/EUA/Ilustrativa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->