👏👏👏 Governo federal barra dinheiro e projetos culturais para profissionais que moram em estados com medidas restritivas👏👏👏 - Observador Independente

Acontecendo

Bem-vindo! Hoje é

sexta-feira, março 05, 2021

👏👏👏 Governo federal barra dinheiro e projetos culturais para profissionais que moram em estados com medidas restritivas👏👏👏



O Governo Federal publicou nesta sexta-feira (5/3) uma portaria determinando a suspensão do repasse de novos recursos para atividades culturais em estados e municípios que adotaram restrição de locomoção e de atividades econômicas como medida de combate à pandemia de Covid-19.


A Portaria Nº 124 tem validade de 15 dias e é assinada no Diário Oficial da União pelo Secretário Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura, o baiano André Porciuncula. A área é subordinada à Secretaria Especial da Cultura, chefiada por Mario Frias.

“Considerando as diversas medidas de restrições de locomoção e de atividades econômicas, decretadas por estados e municípios, só serão analisadas e publicadas no Diário Oficial da União as propostas culturais, que envolvam interação presencial com o público, cujo local da execução não esteja em ente federativo em que haja restrição de circulação, toque de recolher, lockdown ou outras ações que impeçam a execução do projeto”, diz a portaria.

Diante do número crescente de infecções e da preocupação com a disseminação de novas variantes do coronavírus em todas as regiões do país, ao menos 12 governadores decretaram medidas restritivas mais severas, incluvive o da Bahia, Rui Costa.

Em Salvador, o prefeito Bruno Reis (DEM) anunciou na segunda-feira (1/3) a prorrogação do decreto que determina o fechamento de praias, clubes, campos e quadras até a próxima terça-feira (9/3). De acordo com o gestor, as interdições visam ampliar o isolamento social para conter o avanço de casos da Covid-19 e evitar um possível colapso no sistema de saúde.

“Os números [de casos confirmados] só fazem aumentar. Nós nunca tivemos números tão altos quanto esses. Os novos casos aumentaram 66% na Bahia. É o estado que mais teve alta”, declarou o prefeito.



Crédito da Foto: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opínião

-->